Clique e assine a partir de 9,90/mês

Weintraub diz que concursos públicos selecionam ‘esquerdistas’

Ministro da Educação fez acusação sem mostrar evidências; declaração foi feita em vídeo de um minuto postado nas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro

Por Da Redação - 13 jan 2020, 08h18

O presidente Jair Bolsonaro publicou no Facebook um vídeo em que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, diz que os concursos públicos selecionam pessoas com viés de esquerda. “Entre na internet e veja como foi o último concurso público da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Se você ver, é um concurso que [não] tem praticamente nada de matemática e está lá falando de governo estadunidense. Então você, na seleção, já seleciona pessoas com viés de esquerda nos concursos, como é o Enem”, diz o ministro no vídeo, postado neste domingo.

Na peça de um minuto, Weintraub afirma que o ministério da Educação é “um colosso”, que a pasta concentra 300 mil dos 600 mil funcionários do governo federal e que é importante dizer como são os concursos públicos. Sem apresentar evidências, sustenta que a suposta doutrinação ideológica nos concursos começou com o governo de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002).

“A gente não tá falando de dezesseis anos de PT, a gente tá falando de mais de um quarto de século. De continuamente uma doutrinação que começa de uma forma suave e gradualmente você vai começando a achar o errado normal. E de repente você tem que achar o errado bonito. É disso que a gente está falando”, finaliza.

Na postagem que traz o vídeo, o presidente Bolsonaro escreveu: “Doutrinação e mentiras até nos concursos”.

Continua após a publicidade

Desde que assumiu o ministério da Educação, em abril do ano passado, Weintraub tem intensificado o discurso ideológico contra tudo o que considera politicamente mais à esquerda. Na semana passada, virou alvo de piadas após publicar no Twitter uma mensagem com um erro ortográfico: escreveu “imprecionante” em vez de “impressionate“, em uma mensagem ao deputado federal Eduardo Bolsonaro.

Publicidade