Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tumor de Lula tem redução de 75%

Internado para dar continuidade ao tratamento de combate ao câncer na laringe, ex-presidente deve receber alta na terça. Cirurgia foi descartada

O tumor na laringe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve uma redução de 75%, informou nesta segunda-feira a equipe médica do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Lula foi internado para dar continuidade ao tratamento de combate a um câncer na laringe, diagnosticado em outubro. A necessidade de cirurgia foi descartada, segundo Luiz Paulo Kowalski, especialista em cirurgia de cabeça e pescoço.

Lula chegou ao Sírio-Libanês às 7h30. Antes, porém, realizou exames para saber qual era o estado do tumor, diagnosdticado no final de outubro e originalmente com três centímetros de diâmetro. Segundo a equipe médica do hospital, geralmente a redução de tumores deste tipo fica entre 30% e 40% nessa etapa do tratamento. “Já esperávamos uma redução, mas não imaginávamos que fosse ser tanto”, disse o oncologista Artur Katz.

Alívio – Lula também realizou exames para identificar outras células cancerígenas, mas nada foi encontrado. “Ele chegou pela manhã um pouco apreensivo para a realização dos exames, mas quando recebeu a notícia dos resultados, sorriu, bastante aliviado”, disse o médico Roberto Kalil Filho. Segundo o otorrinolaringologista Rubens de Brito, a diminuição da rouquidão de Lula é um sinal de melhora do quadro do paciente.

Alta – O ex-presidente deve receber alta até a noite desta terça-feira. Segundo o oncologista Artur Katz, em janeiro, Lula dará início a um tratamento diário de radioterapia, durante seis ou sete semanas, associado a pequenas sessões de quimioterapia, de efeito menos agressivo. Os médicos estimam que, em março, Lula possa retomar sua agenda política e voltar a ter uma rotina normal.