Clique e assine com até 92% de desconto

Senador nega recurso para abrir processo contra Jucá

Por Da Redação 14 jun 2016, 15h15

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado rejeitou nesta terça-feira um recurso no qual um grupo de parlamentares questionava o arquivamento de um pedido de procedimento disciplinar contra Romero Jucá (PMDB-RR). Em decisão individual, o presidente do colegiado, João Alberto Souza (PMDB-MA), avaliou que faltaram assinaturas para que o recurso fosse admitido. Eram necessárias as assinaturas de cinco membros titulares do Conselho de Ética, mas a peça acabou sendo ratificada por quatro senadores titulares e duas senadoras suplentes. O pedido de cassação de Jucá havia sido apresentado pelo PDT com base nas conversas gravadas pelo ex-presidente da Transpetro Sergio Machado. Em conversa com Machado, revelada pelo jornal Folha de S. Paulo, Romero Jucá sugeriu que uma possível mudança no governo federal resultaria num pacto para “estancar a sangria” causada pela Lava Jato. O PDT argumenta que o senador atuou para barrar investigações da Operação Lava Jato. O senador João Alberto já havia arquivado o pedido de abertura de procedimento disciplinar por erros formais, como a falta de uma lista de testemunhas para embasar o caso, de documentos e de provas a serem produzidas no procedimento disciplinar – o que gerou o recurso engavetado nesta terça. (Laryssa Borges, de Brasília)

Publicidade