Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

PSC cede vaga e Bonifácio de Andrada seguirá relator de denúncia

Mais cedo, tucano foi retirado do colegiado pelo PSDB após se recusar a abrir mão de escrever parecer sobre acusação contra Michel Temer

Por Guilherme Venaglia Atualizado em 5 out 2017, 17h32 - Publicado em 5 out 2017, 17h29

O Partido Social Cristão (PSC) cedeu uma vaga de suplente e o deputado federal Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) volta à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Com a mudança, o tucano segue como relator da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) na Comissão. Ele substituirá o Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) no colegiado.

No começo da tarde, o líder do PSDB, Ricardo Trípoli (SP), decidiu retirar Bonifácio da CCJ após ele se recusar a abrir mão da responsabilidade de elaborar o parecer da acusação contra Temer. O partido havia pedido ao presidente da Comissão, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), para que ele não escolhesse como relator um parlamentar do PSDB. Os tucanos temem ser relacionados com um eventual parecer favorável ao presidente.

  • Procurado, o deputado Bonifácio de Andrada afirmou a VEJA que estava ciente da movimentação do PSC para devolvê-lo a CCJ, mas que sua permanência na relatoria depende de Pacheco. “É uma indicação que muito me honra, mas temos que esperar a decisão do presidente”, disse o tucano. Segundo a assessoria da Comissão, reincorporado à CCJ, ele permanece automaticamente na função de relator.

    Publicidade