Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Post de chefe do Exército tem reação imediata entre políticos e juristas

Muitos interpretaram a mensagem do general como uma ameaça ao Judiciário; entre os apoiadores do militar está o juiz Marcelo Bretas

Por Da redação - Atualizado em 4 abr 2018, 14h00 - Publicado em 4 abr 2018, 09h13

O post do general Eduardo Villas Boas no Twitter na véspera do julgamento do habeas corpus de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Supremo Tribunal Federal causou reação imediata nas redes sociais. O militar escreveu que “se mantém atento às suas missões institucionais” e compartilha “com os cidadãos de bem” o “repúdio à impunidade”, sem citar o julgamento do petista.

Muitas pessoas interpretaram a mensagem como uma ameaça ao Judiciário.

O juiz Marcelo Bretas foi um dos que manifestou apoio ao post do general, com emoji de palminhas.

Deu o que falar nas redes uma “curtida” do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) no post do general, negada pela Corte.

Publicidade

Publicidade