Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Os livros lidos por Lula na prisão

Para passar o tempo, o ex-presidente tem se dedicado à leitura de best-sellers

A leitura nunca esteve entre os hábitos prediletos de Lula, mas isso mudou na prisão. Reportagem de VEJA conta que, há poucos dias, o ex-presidente concluiu a leitura de O Último Cabalista de Lisboa, romance do escritor Richard Zimler que conta a história da perseguição sofrida pelos judeus no século XVI. Lula disse ter se identificado com o enredo. Em um de seus encontros com os advogados, chegou a comentar sua prisão em tom algo messiânico. “Tenho de passar por isso. Essa é a minha missão”, disse. Quem ouviu a frase entendeu que ele estava se referindo à suposta perseguição por parte do juiz Sergio Moro.

Agora, o ex-presidente está lendo o best-seller O Amor nos Tempos do Cólera, romance do colombiano Gabriel García Márquez que narra a história de um amor outonal . Na pilha de livros, está Homo Deus — Uma Breve História do Amanhã, outro best-seller, obra do israelense Yuval Noah Harari, que analisa os próximos passos da evolução humana.

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Ou adquira a edição desta semana, a partir desta sexta-feira, 4 de maio de 2018, para iOS e Android.
Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. “OS LIVROS LIDOS POR LULA NA PRISÃO
    Para passar o tempo, o ex-presidente tem se dedicado à leitura de best-sellers”
    .
    O título desta matéria ganharia, com larga vantagem, o campeonato mundial da mentira.
    Fala sério……..!
    Desde quando este vigarista lê alguma coisa !!!???????

    Curtir

  2. Deixa de mentira BO do molusco!!!!! Todo mundo sabe, e ele não esconde de ninguém que não sabe e não gosta de ler!!!

    Curtir

  3. Hahahahahahaha!!!!!!!! Eu não aguento!!!!!!!!! O molusco está lendo Gabriel Garcia Márquez hahahaha!!!!! Que trata de um amor outonal… hahahahahaha!!!!!!! Quem tentou explicar para ele o que é um amor outonal…hahahahahahahahahahahahahahahahaahaha!!!!!!!!!! Cara!!! Chega!!! Não escreva mais que você me mata de rir!!!!!!!!!!!!!!!! Ai! Ai……

    Curtir

  4. JOSE ROBERTO DE LIMA MACHADO

    …enquanto,não falar e escrever “triplex”, eu não acredito!

    Curtir

  5. Só não passou pelas mãos do médico das SS, Sigmund Rascher. seria uma boa experiência para se comparar ao sofrimento judeu. Quanta hipocrisia!

    Curtir

  6. Nas quatro prisões federais do Brasil, alguns presos poderão ler livros para diminuir seu tempo atrás das grades.

    O projeto, chamado “Remição pela Leitura”, poderá diminuir no máximo 48 dias de uma pena por ano.

    A portaria conjunta do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e da Justiça Federal foi publicada no Diário Oficial da União dia 22 de junho, estabelecendo a diminuição de quatro dias de prisão a cada obra lida. Os presos podem ler até 12 obras por ano. Quero só ver como vai sair a resenha. Não vaI ter GOPI.

    Curtir

  7. Augusto C Agner

    Não posso acreditar que o apedeuta esteja se ilustrandro.O negócio dele e livreto de cordel.Porque não Marx ou Guevara, seguiria sua linha ideologica.

    Curtir

  8. LER é uma coisa…ENTENDER é bem outra…

    Curtir

  9. HAHAHAHAHAHAHAHA !!!!!! E eu pensava que ele estava lendo a revista sécssý, a preybóy, Karas, o Pasquim de Garanhuns, etc….. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  10. francisco salim alves penin

    Está “lendo” A Besta e a Sela, em que a Besta é o povo brasileiro e a Sela representa a ação do Nefasto , cavalgando a roubalheira. Pelo amor de Deus, alguém acredita nisso? Se è vero, a cadeia já serviu para alguma coisa…

    Curtir