Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marina Silva: ‘É preciso recrutar novos quadros para a política’

Pré-candidata à Presidência pela Rede pondera, no entanto, também ser necessário olhar para estrutura institucional, para que mudança não seja só de nomes

Ao cobrar uma renovação no cenário político do país, a pré-candidata da Rede à Presidência da República, Marina Silva, disse que é preciso recrutar novos quadros. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, ela reconhece, entretanto, que isso pode não ser o bastante: “Nós temos que olhar para a estrutura institucional que está sendo pensada, para que a renovação não seja apenas nominal”, disse.

A presidenciável comentava a situação de Joaquim Barbosa, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal. “Tenho muito respeito pelo ministro, pela contribuição que deu para a sociedade, e respeito o processo que ele está vivendo, em busca de alternativa para viabilizar sua candidatura. Sou da natureza de que ‘quanto mais estrelas no céu, mais claro o caminho’.”

Ao lado do ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), Marina é a maior herdeira do eleitorado petista, em um cenário de ausência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas urnas, segundo a mais recente pesquisa Datafolha. Questionada como pretende arregimentar esses votos, ela afirma que “o voto não pertence nem aos partidos, nem às figuras políticas”. A disputa, segundo diz, segue aberta até outubro.

A pré-candidata defendeu que a “lei deve ser para todos”, mesmo se significar a prisão de Lula, condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP). “Não temos que ter uma lei para o Lula, para o Aécio, para o Jader Barbalho ou para o Renan Calheiros”, afirmou, ao cobrar o fim do foro privilegiado.

“Se reduzirmos a eleição a pessoas, ainda que sejam muito importantes, a gente vai diminuir a importância do debate para os problemas que estamos vivendo. Lula está fazendo aquilo que a lei lhe assegura, que é buscar todos os mecanismos de revisão para as decisões que foram tomadas pela Justiça. Meu entendimento, com base nos autos, é que foi uma decisão técnica.”

Marina vê a candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), seu adversário na busca dos votos dos evangélicos, em um contexto de decepção da sociedade. “Nesses momentos, sempre surgem aqueles que querem evocar o lado cinza da força. Vou entrar nessa campanha oferecendo, literalmente, a outra face. Para a face do ódio, a face do amor. (…) Nunca fiz do púlpito um palanque e do palanque um púlpito”, disse ao jornal.

Ao falar da Lava Jato, Marina vê a operação sob ameaça das lideranças dos grandes partidos para enfraquecê-la e diz que, por causa dela, não teria apoiado Aécio Neves (PSDB) no segundo turno — como fez em 2014. “Se tivéssemos as informações que foram trazidas pela Lava Jato, com certeza a maioria (da população) não teria votado, declarado apoio, nem na Dilma, nem no Aécio. Porque ambos eram praticantes dos mesmos males e mazelas da corrupção e do caixa 2.

Defesas

Políticos citados na entrevista de Marina Silva rebateram as declaração da ex-ministra. A assessoria do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse: “A lei é para todos, por isso mesmo que não se sustenta uma condenação que não apresenta provas nem atos criminosos, sobre um apartamento que não é do ex-presidente Lula. Justamente pela lei ser a mesma para todos que Lula tem direito de disputar as eleições em 2018”.

Em nota, Renan Calheiros (PMDB-AL) disse defender o fim do foro privilegiado para todas as categorias. “Marina está enganada. Ela não deveria fazer acusação a esmo, sem conhecer caso a caso. É irresponsável.” Aécio Neves e Jader Barbalho não se manifestaram. O Palácio do Planalto não quis comentar a declaração de Marina.

(com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. news da hora

    Marina teve as eleições nas mãos em 2014 , após a morte do Eduardo , mas devido ela ficar em cima do muro e não atacar o corrupto Lula e seus petralhas , perdeu , e ficou com os mesmos votos da eleição anterior .

    Curtir

  2. news da hora

    E Lula e Dilma chegou a atacar Marina , e ela não soube responder . Se não mudar sua postura , e ficar com medo do Lula e do PT , não vai de novo para o segundo turno .

    Curtir

  3. A começar por ti, Marina. Cai fora, tu é uma coitada, um péssimo exemplo pro brasileiro. Tu é o Temer de saias – personificação da fragilidade e da lerdeza. Enquanto o povo morre nas ruas, os cofres públicos são assaltados por gente que nem tu, que faz de tudo pra agradar a todos. Saco cheio já de toda essa mesmice.

    Curtir

  4. Didi Oliveira

    TEM QUE MANTER ISSO, VIU? TEM QUE MANTER ISSO, VIU? TEM QUE MANTER ISSO, VIU?

    Curtir

  5. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    Há sim, concordo plenamente. E quanto à senhora, aposentar e sumir para sempre.

    Curtir

  6. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    Essa ai vale a frase: Uma vez petista, sempre petista.

    Curtir

  7. Agnaldo Santos

    mulherzinha sem vergonha na cara, já passou da hora de você parar com essa conversa mole, ficou encima do muro quando tinha que falar umas verdades sobre o vagabundo do Lula , vagabunda

    Curtir

  8. JOSE DE CPS.

    É dona Marina, a senhora tem razão, então nos faça um favor, fique por aí fazendo política no seu estado natal do Acre se candidatando a algum cargo eletivo aí mesmo e deixe de encher nosso saco querendo ser presidente do país. Como a senhora mesmo disse, chega de mesmice, chega das mesmas caras, dos mesmos candidatos, vamos mudar, quem sabe com a mudança nós acertamos. Fique aí no seu Acre dona Marina, por favor.

    Curtir