Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Investigado, Marinho prorroga afastamento do Tribunal de Contas

Licença tirada no dia 4 de junho pode ser estendida por mais noventa dias

Por Da Redação 16 jun 2014, 12h11

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) Robson Marinho prorrogou seu afastamento do cargo. Ele é investigado por envolvimento no esquema que fraudou licitações de trens e metrô em São Paulo e licenciou-se do cargo no começo do mês para trabalhar em sua defesa. O afastamento temporário poderia ser prorrogado pelos próximos três meses. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo no sábado.

Marinho poderá usufruir da chamada licença-prêmio a que todo funcionário público tem direito a cada cinco anos de trabalho. Ele está sob investigação do Ministério Público de São Paulo e do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O conselheiro é acusado ter recebido 2,7 milhões de dólares em propinas da multinacional francesa Alstom.

Publicidade