Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Huck sobre uso de seu jatinho por Lula: ‘Não tenho qualquer influência’

Apresentador explica que aeronave foi fretada por meio de empresa de táxi aéreo com quem divide propriedade

O apresentador Luciano Huck se pronunciou, por meio de sua assessoria de imprensa, sobre o uso de seu jatinho pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na viagem de Curitiba a São Paulo, após ser solto pela Justiça Federal.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil, a aeronave de prefixo PP-HUC pertence à Icon Táxi Aéreo e à Brisair Serviços Técnicos Aeronáuticos, de propriedade do apresentador Luciano Huck e de sua esposa, a também apresentadora de TV Angélica.

“Não tenho qualquer influência para quem ela é fretada”, disse o apresentador. “A aeronave faz parte da frota da Icon Taxi aéreo e por meio da empresa foi contratada para o vôo pois estava disponível na data solicitada. A agenda de locação das aeronaves é de responsabilidade da Icon Taxi Aéreo”, acrescenta.

O avião pertence 50% a cada uma das empresas e é usado por Huck em seus deslocamentos para gravar seu programa na Rede Globo. Quando não é utilizado por ele, fica à disposição da Icon.

Mais tarde, Huck voltou a se manifestar em sua conta no Instagram. Ele negou que tenha emprestado ou dado carona a Lula e reafirmou que o voo foi fretado junto à empresa sócia da aeronave.

“Qualquer especulação política em cima disso é maluquice desse momento polarizado dividindo o país. O fato não passou de uma simples questão comercial, vamos dizer assim.”

Com o apresentador no alvo de uma série de críticas de simpatizantes de Jair Bolsonaro nas redes sociais, o ex-deputado Roberto Freire, presidente do Cidadania (antigo PPS), saiu em defesa do global.

Penso que cada dia que passa nesse nosso Brasil do ‘nos x eles’ o Luciano Huck cresce como alternativa democrática. Os bolsonaristas e os lulopetistas, eufóricos com Lula solto, não o esquecem”, escreveu Freire, no Twitter.

Veja também

A aeronave é um Embraer Phenom 300. De acordo com seu registro junto à Anac, tem licença para uso privado e capacidade para até oito passageiros. Em 2018, a Folha de S.Paulo revelou que o jato privado foi financiado com recursos do BNDES, por meio da Brisair.

O empréstimo do BNDES à Brisair, de 17,7 milhões de reais, foi feito em maio de 2013, e teve como correspondente bancário o Itaú. Os dados são de documentos da instituição pública. O montante foi financiado em 114 parcelas, com juros de 3% ao ano.

A aquisição da aeronave pelo apresentador já foi alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Ao reagir a críticas de Huck, cotado para disputar as eleições presidenciais de 2022, o presidente mandou uma indireta em uma de suas lives semanais.

“Segunda-feira já tem a primeira parte da caixa-preta do BNDES. Pessoal que comprou jatinho, pessoal que comprou jatinho… só dois bilhões de reais. Todo o pessoal com jatinho, gente amiga do rei. Gente que tá dizendo por aí, por exemplo, que estamos no último capítulo do fracasso do Brasil. ‘Eu sou opção para 2022’. Pode até ser, mas a gente vai mostrar o que você fez”, disse o presidente.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Severino Ferreira

    Huck quer ser o poste em 2022! Já está queimado! É melhor ficar no Caldeirão!

    Curtir