Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Com PT do Rio, Lula reforça apoio a Freixo para o governo 

Petista entrou em cena após crise entre seu partido e o PSB no estado; André Ceciliano é o pré-candidato ao Senado

Por Caio Sartori Atualizado em 28 mar 2022, 14h36 - Publicado em 28 mar 2022, 14h14

O presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu a portas fechadas nesta segunda-feira com cerca de 80 quadros do PT do Rio de Janeiro, entre futuros candidatos a deputado e dirigentes locais, e reafirmou a intenção de apoiar Marcelo Freixo (PSB) para o Palácio Guanabara e o petista André Ceciliano para o Senado. A chapa deve ser aprovada pela direção estadual da sigla em votação no próximo fim de semana.

Nas últimas semanas, houve uma crise com o PSB por causa do desejo do deputado Alessandro Molon, que comanda a sigla no estado, de concorrer àquela casa legislativa. Ceciliano é hoje o principal interlocutor de Lula no berço do bolsonarismo. Em relação a Freixo, há medo no PT de que o candidato agregue pouco à campanha presidencial, já que, apesar de liderar as pesquisas em empate com o governador Cláudio Castro (PL), ele também traz consigo uma alta rejeição. O petista não vai se opor caso algum outro candidato peça votos para sua campanha, mas ele só pedirá, no âmbito local, para Freixo, que conta com o ex-presidente na missão de acessar setores mais pobres do eleitorado. 

“Nós vamos fazer o debate: quem foi melhor para o Rio, Lula ou Bolsonaro? O que o Bolsonaro fez para a Baixada Fluminense? Nada”, disse na saída da reunião desta manhã o presidente estadual do PT, João Maurício, conhecido como Joãozinho.

Lula tem cinco dias de programação no Rio. No sábado, participou da festa de 100 anos do PCdoB, em Niterói, onde discursou aos militantes sobre o preço dos combustíveis e fez acenos a Freixo. No domingo, o ex-presidente almoçou na casa da deputada Benedita da Silva, decana do PT no estado, com as presenças do marido dela, o ator Antônio Pitanga, da filha dele, a atriz Camila Pitanga, e de Chico Buarque, além de aliados políticos como a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, e Ceciliano. À noite, os dois correligionários também estiveram com Lula na casa de Freixo. 

Nesta terça-feira, o ex-mandatário terá uma conversa sobre combustíveis com lideranças do setor. Na quarta, último dia de compromissos, participará de um evento do Grupo de Puebla na Concha Acústica Marielle Franco, na Uerj.  Há ainda a possibilidade dele prestigiar o Show de Verão da Mangueira, numa casa de shows na zona sul da cidade.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)