Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Banco Central reduziu a Selic, mas a Loja do PT aumentou os juros

Apesar do recente corte promovido pelo BC, loja hospedada no site do partido aumentou taxas anuais de 44,9% para 46,49%

Por Hugo Marques Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
8 ago 2023, 17h11

Desde o início de seu terceiro mandato, Lula e o PT têm feito ataques ao presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, por supostamente resistir à redução da taxa básica de juros, a Selic, definida pelo Comitê de Política Monetária (Copom). O PT chegou a publicar mais de 20 artigos de políticos do partido criticando Campos Neto.

No último dia 2, o Copom finalmente baixou em 0,50 ponto percentual a Selic, de 13,75% para 13,25% ao ano. Na contramão dessa queda, a Loja do PT que está hospedada na página do partido na internet subiu as taxas cobradas na venda de camisetas, canecas e sacolas modelo ecobag.

Conforme mostrou VEJA em maio, quando a taxa Selic era de 13,75% ao ano, o PT estava cobrando 44,9% de juros anuais para vender seus produtos. Agora que a Selic baixou para 13,25% ao ano, o porcentual subiu para 46,49%. Os cálculos foram feitos a pedido de VEJA pelo executivo financeiro Gabriel Emir. Uma camiseta que custa 85,90 reais, vendida por dez prestações de 10,19 reais, sai por um preço final de 101,90 reais. O juro mensal da Loja do PT em maio estava em 3,14% e hoje está em 3,23%.

No Brasil, segundo Gabriel Emir, é normal que as lojas vendam produtos com taxas de juros altas, pois pagam juros também altos quando precisam financiar a compra de seus produtos ou para antecipar o desconto de uma duplicata. Nenhuma loja vai vender a prazo com base na Selic. O que chama a atenção é a loja do partido aumentar a taxa de juros no momento em que a principal taxa de referência do mercado está diminuindo, com viés de baixa nas próximas reuniões do Copom.

Em abril de 2022, uma camiseta com estrelinha do PT, que hoje sai por 85,90, custava por 50 reais. As duas principais garotas-propaganda da Loja do PT são a presidente do partido, deputada Gleisi Hoffmann (PR), uma das maiores críticas de Campos Neto, e a deputada Benedita da Silva (RJ).

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.