Clique e assine a partir de 9,90/mês

Azevedo: almoço com Bolsonaro, servidor infectado e expediente normal

Ministro da Defesa foi submetido a exame de coronavírus nesta manhã, mas mantém rotina na pasta

Por Marcela Mattos - Atualizado em 7 jul 2020, 13h48 - Publicado em 7 jul 2020, 12h47

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, foi submetido a um exame de Covid-19 na manhã desta terça-feira. Azevedo é um dos auxiliares mais próximos do presidente Jair Bolsonaro e esteve com ele no último sábado, durante almoço para celebrar o Dia da Independência dos Estados Unidos. Registros do evento apontam que nenhum dos participantes usava máscara.

Nesta terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que testou positivo para o coronavírus. No dia anterior, ele informou que estava com sintomas da doença, como tosse e febre, e que havia feito um novo exame para testar se estava infectado.

Além do contato com Bolsonaro, Azevedo tem em seu entorno um outro fator preocupante: um servidor do Ministério da Defesa testou positivo para o coronavírus nesta segunda-feira. Segundo auxiliares do ministro, foi por causa desse contato que ele fez o exame da Covid-19 nesta manhã.

Apesar de ainda não ter saído o resultado do teste, Fernando Azevedo optou por não fazer o isolamento em casa. Ele manteve a rotina normal e foi ao Ministério da Defesa nesta manhã. Na agenda oficial, consta apenas despachos internos. A assessoria de imprensa da pasta informou que Azevedo redobrou os cuidados, está sozinho em seu gabinete e usando máscara o tempo todo.

Continua após a publicidade

Outros ministros que estiveram com Bolsonaro nesta segunda-feira fizeram o exame do coronavírus. Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, fez o teste rápido nesta manhã e informou que o resultado deu negativo. Jorge Oliveira, da Secretaria-Geral da Presidência, também foi submetido ao exame. Ainda não foi divulgado o resultado.

Publicidade