Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

UE cria fundo de 1,8 bilhão de euros para África enfrentar crise migratória

Por Da Redação 12 nov 2015, 08h30

A União Europeia (UE) assinou nesta quinta-feira a criação de um fundo de emergência no valor de 1,8 bilhão de euros (7,2 bilhões de reais) para ajudar o continente africano e combater a instabilidade da região, principal causa da imigração ilegal. A Comissão Europeia (CE, órgão executivo da UE), que propôs a medida no dia 9 de setembro, queria que este fundo reunisse 3,6 bilhão de euros (14,3 bilhões de reais), 1,8 bilhão procedentes do orçamento comunitário e outro 1,8 bilhão de contribuições nacionais voluntárias, mas estas se limitaram a cerca de 78,2 milhões de euros (315,5 milhões de reais).

Leia também

Suécia chama Exército para gerenciar onda de refugiados

​UE teme ‘catástrofe’ com refugiados chegando durante o inverno europeu

Além dos parceiros do bloco, países associados à UE como Noruega e Suíça também contribuíram. “Este fundo de emergência para a África, criado em um tempo recorde, evidencia mais uma vez o compromisso da UE para uma rápida resposta aos grandes desafios que enfrentamos na região”, assinalou o presidente da CE, Jean-Claude Juncker.

O fundo é uma ferramenta complementar à cooperação ao desenvolvimento já existente da UE na região, a fim de ajudar os países mais frágeis e vulneráveis de toda a África, lembrou a Comissão. A primeira reunião do conselho estratégico do fundo vai acontecer hoje mesmo em Valeta, capital de Malta, para garantir o rápido início das atividades.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade