Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Rússia reforça tropas em Bakhmut para impedir contraofensiva ucraniana

Ucranianos tentam retomar territórios capturados no sul e no leste do país

Por Da Redação
30 out 2023, 16h21

O comandante das forças terrestres da Ucrânia, Oleksandr Syrskyi, afirmou nesta segunda-feira, 30, que a Rússia aumentou suas forças na cidade de Bakhmut, ocupada por Moscou desde maio deste ano. Em mensagens no Telegram, ele informou que os soldados russos aderiram a uma postura defensiva para impedir o avanço das tropas ucranianas, que procuram retomar os territórios capturados no sul e no leste do país, incluindo Bakhmut.

“Na área de Bakhmut, o inimigo fortaleceu significativamente o seu agrupamento e passou da defesa para ações ativas”, escreveu.

O general acrescentou que os adversários intensificaram os alertas em Kupuansky, no nordeste, enquanto a contraofensiva ucraniana enfrenta dificuldades para avançar ao leste. Apesar dos obstáculos, Kiev estaria realizando operações de assalto ao sul de Bakhmut.

+ Rússia executou soldados que tentaram recuar da Ucrânia, dizem EUA

Continua após a publicidade

Além disso, o comandante alega que os militares russos sofreram pesadas baixas e que o Exército ucraniano está destruindo equipamentos do lado inimigo. O relatório diário divulgado pelo governo ucraniano, por sua vez, informa que as unidades russas tentam ocupar no povoado de Avdiivka, ao sul da cidade.

Na última sexta-feira, um memorando dos Estados Unidos indicou que a Rússia estaria executando soldados que tentam recuar da ofensiva ao leste. Segundo o relatório, soldados foram assassinados “por ordem dos seus próprios líderes” em Andriivka, recuperada junto a Klishchiivka pelas tropas ucranianas em setembro deste ano.

As estimativas de Kiev dizem que o número de vítimas russas no local se aproxima de 5 mil pessoas, enquanto os EUA afirmam que a Moscou perdeu “pelo menos” 125 veículos blindados. Avdiivka está próxima à cidade de Donetsk. Em outubro do ano passado, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou a anexação ilegal de quatro regiões da Ucrânia: Donetsk, Luhansk, Kherson e Zaporizhzhia.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.