Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Principais tragédias aéreas dos últimos cinco anos

Acidentes da TAM em São Paulo e da Air France no atlântico estão na lista

O acidente aéreo que causou a morte de 127 pessoas nos arredores da capital do Paquistão, Islamabad, é o mais grave que ocorreu no mundo nos últimos dois anos.

As condições climáticas aparentemente foram a causa da tragédia. Ainda não se sabe se além dos 127 passageiros e tripulantes outras pessoas morreram no acidente, pois o avião caiu numa zona residencial do país.

A última vez que uma tragédia semelhante ocorreu no Paquistão foi há dois anos, quando um Airbus A321 da companhia AirBlue, com 153 pessoas a bordo, chocou-se contra montanhas próximas à capital.

Leia também:

Leia também: Islamabad: Acidente aéreo mata todos os 127 passageiros

Segue uma lista dos acidentes aéreos que tiveram mais de cem vítimas nos últimos cinco anos:

– 5 de maio de 2007 – Um Boeing 737-800 da Quênia Airways caiu pouco depois da decolagem em Douala, nos Camarões. A aeronave iria para Nairóbi, no Quênia. As 114 pessoas que estavam a bordo morreram.

– 17 de julho de 2007 – Um Airbus A320 da TAM saiu da pista após aterrissar no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e se chocou contra um edifício que pertencia a própria companhia, causando a morte de 199 pessoas (187 a bordo do avião e mais 12 pessoas em terra). Esta foi a maior tragédia aérea do Brasil.

– 20 de agosto de 2008 – Um avião MD-82 da Spanair, com 172 ocupantes, caiu no aeroporto de Barajas, em Madri, durante a manobra de decolagem. O voo seguia para a cidade de Las Palmas. Cento e cinquenta e quatro pessoas morreram e 18 ficaram feridas.

– 20 de maio 2009 de – Um avião militar Hércules C-130, com 109 pessoas a bordo, caiu sobre diversas casas na ilha de Java, na Indonésia. Cento e uma pessoas morreram.

– 1 de junho de 2009 – Um Airbus A-330 da Air France, que saiu do Rio de Janeiro com destino a Paris, caiu nas águas do Atlântico. As 228 pessoas que estavam a bordo morreram, a maioria brasileiros e franceses. Segundo a análise das caixas-pretas, o acidente ocorreu devido a um erro dos pilotos.

– 30 de junho de 2009 – Um Airbus 310-300 de Air Yemenia caiu ao Oceano Índico com 153 pessoas (66 franceses) a bordo, quando voava de Sana para as Ilhas Comores. Apenas uma menina foi resgatada com vida. A aeronave foi proibida de voar após a Direção Geral de Aviação Civil francesa constatar que o veículo apresentava defeitos.

– 15 de julho de 2009 – Um avião Tupolev, da companhia iraniana Caspian, caiu após decolar no aeroporto internacional de Teerã rumo a Yerevan. Os 168 ocupantes aeronave morreram. O piloto informou sobre um problema técnico.

– 11 de maio de 2010 – Um Airbus A330 da companhia líbia Afriqiyah Airways caiu antes de aterrissar no aeroporto de Trípoli. Cento e três pessoas (11 tripulantes líbios e 92 passageiros) morreram e apenas uma criança de nove anos sobreviveu.

– 22 de maio de 2010 – Um Boeing-737 de Air Índia Express, que saiu de Dubai com 60 passageiros e seis tripulantes, caiu no aeroporto de Mangalore, na Índia. Oito pessoas sobreviveram. O avião perdeu uma asa após se chocar com um localizador na pista.

– 28 de julho de 2010 – Um Airbus A321 da companhia Air Blue, que partiu de Karachi com destino a Islamabad, caiu numa cadeia de montanhas próxima a capital do Paquistão. As 153 pessoas que estavam a bordo morreram.

– 20 de abril de 2012 – Um avião com 127 pessoas a bordo caiu nos arredores de Islamabad, no Paquistão, devido às más condições meteorológicas. Ainda não se sabe se há sobreviventes. EFE