Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Primeira bateria de mísseis Patriot da Otan está operacional

Seu objetivo é proteger a fronteira da Turquia com a Síria de possíveis ataques

Por Da Redação 26 jan 2013, 14h58

A primeira das seis baterias de mísseis Patriot mobilizadas pela Otan na Turquia para proteger sua fronteira com a Síria de possíveis ataques foi declarada operacional neste sábado, afirmou a Aliança Atlântica em um comunicado. A bateria “ajudará a proteger a cidade e a população de Adana (sudeste) frente às ameaças de mísseis”, afirmou o quartel-general das forças da Otan na Europa.

Essa primeira bateria foi colocada à disposição da Otan pela Holanda. “As outras cinco baterias de Patriot estarão mobilizadas e serão declaradas operacionais nos próximos dias’, acrescenta o comunicado. A Otan afirma que quando o dispositivo estiver completamente operacional, poderá fornecer proteção a 3,5 milhões de turcos.

Saiba mais:

Saiba mais: EUA autorizam o envio de mísseis Patriot e tropas à Turquia

Em virtude de uma decisão tomada em dezembro pela Otan, Alemanha, Holanda e Estados Unidos instalarão na Turquia duas unidades de Patriot e mobilizarão até 350 soldados cada um. A missão da Aliança Atlântica está programada para durar um ano. Os mísseis terra-ar Patriot Pac-3 podem destruir em voo mísseis balísticos táticos, mísseis de cruzeiro ou aviões.

A Turquia solicitou sua mobilização após uma série de disparos de obuses sírios em direção às localidades turcas próximas à fronteira. Tanto as autoridades turcas quanto as da Aliança Atlântica insistiram em várias ocasiões no caráter puramente defensivo desta mobilização, criticada pelo regime do ditador sírio Bashar Assad e pela Rússia.

Leia também:

Leia também: Turquia X Síria, os próximos capítulos da crise diplomática

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade