Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia britânica pede ajuda a autoridades de Portugal para prender suspeitos no caso Madeleine

Assaltantes que atuam na região onde a garota desapareceu teriam feito muitas ligações telefônicas após o sumiço da garota

A polícia britânica solicitou ajuda às autoridades portuguesas na investigação do desaparecimento em 2007 da menina inglesa Madeleine McCann, informou nesta segunda-feira a Procuradoria britânica (CPS). Segundo o jornal Daily Mirror, a Polícia Metropolitana de Londres pediu colaboração para deter três ladrões que supostamente operaram no complexo de férias português onde os McCann passavam férias quando a filha desapareceu.

Segundo o Daily Mirror, os agentes britânicos embarcaram na noite deste domingo rumo à região de Algarve, em Portugal, para encontrar colegas portugueses e planejar a linha de investigação. Os três suspeitos realizaram roubos no complexo de férias português onde a família McCann estava hospedada, no dia 3 de maio de 2007. Eles fizeram “muitas chamadas” uns para os outros logo depois que a garota desapareceu, mostram registros telefônicos obtidos pela polícia. A procuradoria britânica enviou um pedido formal às autoridades portuguesas pedindo ajuda para prender o trio.

Leia também

Polícia portuguesa reabre o caso Madeleine

Desaparecimento de Madeleine pode ter sido crime premeditado

A menina Madeleine McCann desapareceu aos três anos de idade enquanto dormia no quarto que compartilhava com seus irmãos pequenos em um hotel da cidade Praia Da Luz, no Algarve português. Os pais jantavam com amigos em um restaurante próximo, e o caso jamais foi resolvido. Um porta-voz dos pais de Maddie (apelido de Madeleine), Gerry e Kate McCann, disse ao jornal que os agentes britânicos estão autorizados a efetuar interrogatórios em Portugal com relação ao desaparecimento da garota.

A Polícia Metropolitana abriu sua própria investigação sobre o caso em julho de 2013 e em outubro foram revelados novos detalhes do desaparecimento da menina no programa de investigação da BBC, ‘Crimewatch’. O porta-voz dos McCann disse que os pais da menina não queriam reavivar suas esperanças, mas acrescentou que “a prisão dos três suspeitos pode dar uma pista significativa”.

Investigação em Portugal – Em outubro, a polícia portuguesa reabriu a investigação sobre o desaparecimento de Madeleine, arquivado em 2008. O gabinete da Procuradoria-Geral do país afirmou em nota que “novas evidências” justificam a “continuação da investigação”. O caso havia sido arquivado apenas catorze meses depois do desaparecimento da menina. À época, a polícia portuguesa chegou a apontar os pais da menina e um britânico chamado Robert Murat, que morava próximo ao local onde a família estava hospedada, como possíveis responsáveis pelo sumiço da garota, mas decidiu encerrar o inquérito por falta de provas.

(Com agência EFE)