Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Maduro: um basta ao ditador

Ameaça à Guiana é uma provocação absurda que não pode ser diminuída

Por Caio Saad Atualizado em 8 dez 2023, 10h30 - Publicado em 8 dez 2023, 06h00

Pouco maior que o estado do Ceará, com 120 000 habitantes concentrados na costa caribenha, a região de Essequibo é uma daquelas partes do continente que parecem não pertencer a lugar nenhum. Mas pertence. Uma briga territorial entre Guiana e Venezuela, iniciada na década de 1880, caminhava lenta e burocraticamente, quase esquecida. Dez anos atrás, contudo, começaram a ser encontradas grandes jazidas de petróleo no território. Cautelosa, em 2018 a ONU levou o caso para uma Corte Internacional, onde repousaria. Na semana passada, o presidente Nicolás Maduro não quis nem saber, a seu modo ditatorial: marcou um plebiscito para, na prática, referendar a reivindicação sobre o naco de terra. Apelou a um suposto sentimento patriótico da nação para melhorar sua popularidade, como fizeram, por exemplo, os generais da Argentina ao invadir as Malvinas, no epílogo da ditadura. Houve supostos 96% de aprovação para a maluquice da anexação. Maduro mostrou o mapa da configuração que imagina e enviou para o Legislativo um projeto de lei de criação do novo estado. Trata-se de uma provocação absurda que não pode ser diminuída. Evidentemente, o presidente da Guiana, Irfaan Ali, considerou o gesto uma “ameaça” à paz. Lula, sempre na corda bamba do namoro com a Venezuela, desta vez foi menos complacente: “Se tem uma coisa que a América do Sul não tá precisando agora é de confusão. (…) Se tem uma coisa que nós precisamos para crescer e para melhorar a vida do nosso povo é a gente baixar o facho”. Isso ainda é pouco. Já passou da hora de baixar o facho de Nicolás Maduro.

Publicado em VEJA de 8 de dezembro de 2023, edição nº 2871


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.