Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Macron diz ser contra acordo da União Europeia com Mercosul

Presidente da França qualificou termos do trato como antiquados durante participação na COP28; presidente Lula tentou minimizar fala de líder europeu

Por Da Redação
2 dez 2023, 13h01

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse neste sábado, 2, durante sua participação na COP28, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, que é contra o acordo comercial entre União Europeia e Mercosul. Para ele, isso seria “antiquado”. As negociações entre o Mercosul e o bloco europeu avançavam, mas devem sofrer impacto após a fala de Macron, um dos líderes da União Europeia.

“Sou contra o acordo Mercosul-União Europeia, porque é um acordo completamente contraditório com o que Lula está fazendo no Brasil e com o que nós estamos fazendo. Não leva em conta a biodiversidade e o clima dentro dele. É um acordo antiquado e que desmantela tarifas”, afirmou o presidente francês. “Devemos pensar num acordo que seja muito mais geoestratégico, muito mais consistente com as nossas estratégias e não mexer num acordo à moda antiga. É por isso que não sou a favor deste acordo. Porque hoje não sei como explicar este acordo a um agricultor, a um produtor de aço, a um fabricante de cimento francês ou europeu”, completou.

A declaração dele aconteceu após um encontro bilateral com o presidente Lula, que defende o acordo, que é negociado desde 1999 e envolve 31 países.

Resposta do Brasil

Lula, por sua vez, afirmou que Macron tem direito de discordar. “Cada país tem o direito de ter uma posição. A França sempre foi o país mais duro para se fazer acordos, porque a França é mais protecionista. Não é a mesma posição da União Europeia”, afirmou o petista. Atualmente, o Brasil preside o Mercosul, na gestão que termina em dezembro deste ano.

Na sexta-feira, Lula participou de uma reunião com Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, para tratar sobre o acordo comercial entre os blocos. O assunto vem sendo debatido entre as partes desde o início do ano. Ursula chegou a postar nas redes sociais que a União Europeia está empenhada para fechar o acordo.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.