Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Kim Jong-un: ‘Lançamento de mísseis é alerta para EUA e Coreia do Sul’

Testes respondem a exercícios militares das forças americanas e sul-coreanas; Washington prefere reagir com comedimento

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, declarou que o mais recente lançamento de mísseis táticos teleguiados pelo seu país foi um alerta aos Estados Unidos e à Coreia do Sul sobre os exercícios militares conjuntos iniciados nesta semana, relatou a agência estatal de notícias KCNA nesta quarta-feira, 7.

O lançamento de mísseis na terça-feira 6, o quarto da Coreia do Norte em menos de duas semanas, teve como pano de fundo as conversas estagnadas com os Estados Unidos sobre a desnuclearização norte-coreana e a suspensão das sanções americanas, assim como os exercícios militares que ocorrem periodicamente na Coreia do Sul. Washington e Seul minimizaram os testes.

Kim disse que o último teste de mísseis foi “uma ocasião para enviar um alerta adequado ao exercício militar conjunto das autoridades americanas e sul-coreanas atualmente em andamento”, segundo a KCNA.

Os “mísseis táticos teleguiados de novo tipo”, lançados da região oeste da Coreia do Norte, atravessaram a península, sobrevoando a capital para “atingir precisamente a ilhota visada” no litoral leste da nação, disse a KCNA. Os lançamentos “verificaram claramente a confiabilidade, segurança e capacidade real de guerra” da arma, concluiu a agência.

Nesta semana, os Estados Unidos e a Coreia do Sul iniciaram seus exercícios Dong Maeng, ou “aliança”, que são em grande parte simulações de computador. Tratam-se de uma alternativa às manobras anuais de larga escala anteriores, suspensas para acelerar as conversas de desnuclearização. A Coreia do Norte repudia tais exercícios, que vê como um ensaio de guerra que visa derrubar sua liderança.

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, que faz sua primeira viagem por países da Ásia no cargo, disse durante um encontro com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, em Tóquio, que a Coreia do Norte continua sendo uma grande preocupação. Na terça-feira, Esper afirmou que os Estados Unidos reagirão com comedimento aos testes de mísseis.

Lee Sang-min, porta-voz do Ministério da Unificação sul-coreano, órgão responsável pelos laços intercoreanos, pediu que Pyongyang interrompa os testes e explore medidas para estabelecer a confiança retornando a um comitê militar conjunto.

(Com Reuters)