Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump diz não ter problemas com testes de armas norte-coreanas

"Nunca fizemos acordos sobre mísseis de curto alcance", declarou o presidente americano

A Coreia do Norte realizou nesta sexta-feira seu terceiro teste de projéteis em oito dias, mas o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, diz não ter problemas com os disparos de Pyongyang.

Os norte-coreanos, que têm armas nucleares, estão impedidos pela ONU de realizar testes com mísseis balísticos, mas Trump, que se reuniu três vezes com o líder Kim Jong Un, tem se mostrado contemplativo.

“Não tenho qualquer problema, veremos o que acontece, mas os mísseis de curto alcance são muito padrão”, disse Trump nesta quinta-feira a jornalistas.

“Nunca fizemos acordos sobre mísseis de curto alcance”, destacou o presidente. A agência sul-coreana Yonhap, que cita o Exército sul-coreano, informou que a Coreia do Norte disparou projéteis de curto alcance não identificados nesta sexta-feira (local).

Os disparos foram realizados separadamente a partir da costa da Coreia do Norte, declarou o Estado-Maior do Exército à Yonhap. Trata-se do terceiro teste de armas em uma semana.

O primeiro teste, com dois mísseis de curto alcance, foi qualificado por Pyongyang de “advertência” à Coreia do Sul por suas manobras conjuntas com forças dos Estados Unidos.

Pyongyang está furioso com os exercícios militares conjuntos entre Estados Unidos e Coreia do Sul, que começarão na próxima semana.

Washington tem cerca de 30 mil soldados estacionados na Coreia do Sul para defender seu aliado de uma possível invasão da Coreia do Norte.

Na véspera, a Coreia do Norte divulgou imagens ‘pixeladas’ de seu penúltimo teste, descrito como o de um novo lança-mísseis teleguiado, provocando temores de que possa ser usado para atingir uma importante base militar americana na Coreia do Sul.

As imagens retransmitidas pela televisão estatal KCTV mostram o líder Kim Jong Un supervisionando na quarta-feira o lançamento de um aparente posto de comando móvel, e a sua silhueta olhando o míssil no céu.

No entanto, algumas das imagens foram posteriormente ‘pixeladas’, e a agência oficial KCNA nem mesmo publicou fotos dos testes.

Isso sugere que Pyongyang não mostrou esse novo sistema em um de seus desfiles militares e que tenta ocultar algumas de suas características.

Após o lançamento, Seul afirmou que o teste incluiu dois mísseis balísticos de curto alcance que voaram 250 km antes de caírem no mar.

A KCNA descreveu um “sistema teleguiado de lançamento múltiplo de foguetes de grande calibre recentemente desenvolvido”. Seu principal uso seria em “operações militares terrestres”.

(Com AFP)