Clique e assine a partir de 9,90/mês

Foguete disparado de Gaza atinge casa em Tel Aviv e deixa sete feridos

Israel culpa Hamas por ataque e promete retaliar; Benjamin Netanyahu encurtará visita aos EUA após bombardeio

Por Da Redação - Atualizado em 25 Mar 2019, 14h48 - Publicado em 25 Mar 2019, 10h24

Um foguete lançado a partir de Gaza atingiu uma casa na região central de Israel nesta segunda-feira, 25, e provocou um incêndio que feriu ao menos sete pessoas, incluindo duas crianças. O Exército israelense responsabilizou o Hamas pelo bombardeio.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, encurtará sua visita aos Estados Unidos e prometeu responder ao ataque com força.

A casa, que foi atingida às 5h20 (0h20 em Brasília), está localizada em Mishmeret, norte de Tel Aviv.

O disparo do foguete ocorre menos de duas semanas depois que as Forças Armadas de Israel lançaram ataques contra posições na Faixa de Gaza horas após dois foguetes serem disparados do território palestino contra Tel Aviv.

Continua após a publicidade

As Forças Armadas israelenses acusaram o grupo Hamas pelo lançamento do foguete desta segunda e anunciaram o envio de reforços à região.

“Após uma avaliação da situação sob a liderança do comandante do Estado-Maior, enviamos duas brigadas de reforço à zona do comando sul”, afirmou o Exército no Twitter. A Força também anunciou a mobilização de reservistas.

“Podemos confirmar que o Hamas é responsável pelo disparo de um foguete de fabricação local”, completa a nota. O Exército indica que o foguete foi lançado a partir do sul do território palestino e percorreu quase 120 km.

Benjamin Netanyahu anunciou que reduzirá o tempo de visita aos Estados Unidos, após o ataque. O premiê está em Washington desde domingo 24 e deveria permanecer na capital americana por quatro dias. Ele tem encontro marcado com Donald Trump na Casa Branca nesta segunda.

Continua após a publicidade

“Decidi, levando em consideração os acontecimentos de segurança, reduzir minha visita aos EUA. Em algumas horas me reunirei com o presidente Trump e logo depois retornarei a Israel para dirigir de perto nossas operações”, afirmou o premiê. “Um ataque criminoso foi cometido contra o Estado de Israel e vamos responder com força”, completou.

Mishmeret, cidade localizada a mais de 80 km da Faixa de Gaza, não é um alvo comum de foguetes lançados a partir do território palestino.

O presidente Jair Bolsonaro tem visita a Israel marcada para a próxima semana. A previsão é que o presidente brasileiro chegue ao país no domingo 31 e fique até pelo menos quarta-feira, 3 de abril.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade