Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA pedem calma às partes no Barein

O departamento americano de Estado pediu calma à oposição e às autoridades no Barein, após a morte de um dos líderes dos protestos contra o governo.

A porta-voz do departamento de Estado, Victoria Nuland, também pediu “transparência” em tudo relacionado à morte de Ali Hassan al Dehi, segundo dirigente do maior partido xiita de oposição, o Al-Wefaq.

A organização afirma que a morte do líder foi resultado de um ataque da polícia de choque, mas o ministro da Saúde garante que Al-Dehi morreu de problemas “do coração e de hipertensão”.

“Obviamente fazemos um apelo a todos para que ajam com moderação”, disse Nulan sobre os protestos pela morte de Al-Dehi, que “precisa ser esclarecida”.