Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

EUA: Oklahoma passa a obrigar ensino da Bíblia em escolas públicas

Estado americano borra os limites entre ensino religioso e educação pública ao exigir aulas sobre Dez Mandamentos, entre outros temas

Por Da Redação
27 jun 2024, 18h16

O superintendente estadual de Oklahoma, o republicano Ryan Walters, anunciou nesta quinta-feira, 27, que todas as escolas públicas do estado dos Estados Unidos serão obrigadas a darem aulas sobre a Bíblia, incluindo temas como os Dez Mandamentos. A medida extraordinária borra os limites entre o ensino religioso e a educação pública.

Walters descreveu a Bíblia como uma “pedra de referência histórica e cultural indispensável” e disse que o ensino do livro sagrado passará a ser exigido em certos níveis escolares.

Religião nas escolas

A medida ocorre uma semana depois do estado da Louisiana se tornar o primeiro estado a exigir que escolas públicas tenham cartazes com os Dez Mandamentos em todas as salas de aula. A nova lei foi rapidamente contestada em um tribunal local, e o mesmo deve acontecer com a iniciativa de Oklahoma.

O movimento para incluir textos religiosos nas salas de aula faz parte de uma tendência crescente, em nível nacional, para criar e interpretar leis de acordo com uma visão de mundo particular, marcada pelo cristianismo conservador.

Continua após a publicidade

Oklahoma também tentou ser o primeiro estado a autorizar uma licença para uma escola religiosa, o que teria canalizado recursos obtidos por meio de impostos para uma escola católica online, com inauguração prevista para agosto. A Suprema Corte de Oklahoma barrou a iniciativa nesta semana, mas é provável que apoiadores apelem da decisão.

A diretriz já encontrou resistência por parte dos Americanos Unidos pela Separação da Igreja e do Estado, organização que também entrou com uma ação judicial para impedir a escola religiosa em Oklahoma e a lei dos Dez Mandamentos na Louisiana.

“Escolas públicas não são escolas dominicais”, disse Rachel Laser, presidente do grupo, acrescentando: “Escolas públicas podem ensinar sobre religião, mas não podem pregar”.

Continua após a publicidade

A Igreja e o Estado

Walters, um ex-professor de história que fazia parte do gabinete do governador de Oklahoma, Kevin Stitt, antes de ser eleito superintendente estadual em 2022, tornou-se um implacável defensor de medidas conservadoras na área da educação. Nas escolas públicas, ele lutou para proibir temas como racismo, história e identidade de gênero, jogando tudo sob o guarda-chuva de “ideologia woke”.

Em seu anúncio nesta quinta-feira, Walters chamou a Bíblia de “um documento histórico necessário para ensinar nossos filhos sobre a história deste país, para ter uma compreensão completa da civilização ocidental, para ter uma compreensão da base do nosso sistema jurídico”.

Não ficou claro no que implicaria o ensino da Bíblia, ou em quais níveis de escolaridade as aulas seriam incluídas. Walters garantiu, porém, que o estado poderia fornecer os materiais didáticos para “garantir uniformidade na entrega”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.