Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA ampliam papel de tropas no Afeganistão em 2015

Segundo o jornal The New York Times, mudança na estratégia responde às pressões do Pentágono para completar com sucesso a missão no país

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou recentemente uma ‘ordem secreta’ autorizando a ampliação do papel as tropas americanas no Afeganistão em 2015. A partir do ano que vem, elas terão “um papel direto no combate”, segundo informa com exclusividade o jornal americano The New York Times (NYT).

Segundo o NYT, a mudança na estratégia responde às pressões do Pentágono para completar com sucesso a missão no Afeganistão, a guerra mais longa da história dos EUA, e permitiria às forças americanas executar missões contra os talibãs e outros grupos que sejam uma ameaça para elas ou para o governo afegão. Os acordos entre Washington e o governo do Afeganistão preveem a presença no país de 9.800 soldados americanos até o final de 2015.

Leia mais:

Obama revela plano para legalizar 5 milhões de imigrantes

Mulher armada é detida nas imediações da Casa Branca

Obama pede US$ 3,7 bi para enfrentar surto migratório de crianças

A ordem presidencial autoriza sob determinadas circunstâncias os bombardeios americanos para apoiar as operações militares afegãs, assim como o desdobramento de tropas terrestres para ajudar em operações contra os talibãs. Além disso, prevê o uso de bombardeiros e drones (aviões não tripulados) para apoiar as tropas afegãs nas missões de combate.

De acordo com o jornal, a decisão de Obama veio após uma longa discussão entre seus assessores, divididos entre os que defendiam não pôr em risco mais vidas americanas e os que exigiam assegurar a missão tendo em vista os avanços jihadistas do Estado Islâmico (EI) no Iraque.

(Com agência Efe)