Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estado Islâmico decapita quatro por ‘blasfêmia’ na Síria

Homens foram mortos na região leste da cidade síria de Homs pelo grupo militante "Polícia Islâmica"

Terroristas do Estado Islâmico no oeste da Síria decapitaram quatro homens depois de acusá-los de blasfêmia, informou neste sábado um grupo de direitos humanos que monitora o conflito no país. Os homens foram mortos na região leste da cidade síria de Homs pelo grupo militante “Polícia Islâmica”, disse o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, sediado na Grã-Bretanha.

Leia também:

Clérigo da Al Qaeda ataca Estado Islâmico em vídeo

Espanha processa ex-preso de Guantánamo por recrutar terroristas para o EI

Forças curdas perderam mais de 700 soldados desde o início da guerra contra o EI

O Observatório, que monitora o conflito por meio de fontes que estão na região, informou sobre um assassinato parecido na terça-feira, quando o Estado Islâmico decapitou um homem em uma praça pública no norte do país.

Moradores e ativistas afirmam que o Estado Islâmico decapitou e apedrejou até a morte muitas pessoas nas áreas que controla na Síria e no Iraque acusando-as de ações que afirmam violar a interpretação que fazem da lei islâmica, como adultério, homossexualismo, roubo e blasfêmia.

O grupo também matou combatentes rivais por meio de métodos similares fora dos campos de batalha e estabeleceram patrulhas para policiar o comportamento público em sua busca por estabelecer um califado.

(Com agência Reuters)