Clique e assine com até 92% de desconto

Embaixador faz advertências à França: ‘a Turquia tem um limite’

Por Da Redação 22 dez 2011, 16h01

Paris, 22 dez (EFE).- O embaixador da Turquia na França, Tahsin Burcuoglu, chamado para consultas em Ancara após a Assembleia Nacional francesa aprovar uma lei que penaliza a negação do genocídio armênio de 1915, advertiu que ‘a Turquia tem um limite’ e haverá consequências.

Em entrevista coletiva concedida na embaixada turca em Paris, o diplomata afirmou que a eventual entrada em vigor desse projeto de lei causará problemas enormes para a Turquia ‘não só nas relações com a França, mas também com a Armênia, com a qual havia um processo de normalização’.

Burcuoglu, que nesta sexta-feira pegará o primeiro avião de volta a seu país e diz não ter ‘nem ideia’ de quando vai voltar, considerou no entanto que ‘o mal já está feito’ e lamentou que não se tenha respeitado a amizade existente entre as duas nações.

Nesta quinta-feira, a Turquia suspendeu relações políticas e militares com a França em resposta à aprovação da mencionada lei, que ainda deve passar pelo Senado e que pune com um ano de prisão e 45 mil euros de multa a negação do massacre de armênios pelo império otomano, em 1915, por considerá-la um genocídio.

‘É uma pena’, disse o representante turco durante seu discurso à imprensa internacional, que durou pouco mais de meia hora. Em francês, ele ressaltou que ‘um país como a Turquia não pode ser tratado assim’.

Burcuoglu, em linha com o expressado pelas autoridades de Ancara, avisou que ‘a Turquia terá uma resposta muito firme’ e que essa postura se refletirá também em nível econômico. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade