Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Em Israel, McCain promete apoiar paz

Por Jadyr Pavão - 19 mar 2008, 08h21

Em visita a Israel, o candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, disse que seguirá os passos da atual política externa americana de apoio a uma solução pacífica para o conflito entre israelenses e palestinos. “Novamente acredito que o presidente palestino, Mahmoud Abbas, quer esse processo”, disse McCain nesta quarta-feira, segundo a agência de notícias Reuters.

McCain e Abbas conversaram por telefone nesta terça-feira. Porém, a informação só foi divulgada nesta quarta. O americano disse ter falado por telefonado com Abbas, cujo escritório fica na cidade de Ramallah, na Cisjordânia, porque não poderia reunir-se pessoalmente com o líder palestino.

Turnê – O republicano visita Israel como parte do que classificou como turnê de averiguação pelo Oriente Médio. Ele disse partilhar da preocupação israelense acerca da deterioração da segurança na Faixa de Gaza e também dos ataques com foguetes lançados do território controlado pelo Hamas contra Israel. “Acredito que (Abbas) não apóia o tipo de atividade que está acontecendo em Gaza”, disse.

McCain deve se reunir ainda nesta quarta-feira com o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, e com o ministro da Defesa, Ehud Barak. Mais cedo, ele agendara um encontro com o principal líder da oposição, Benjamin Netanyahu, do Likud, e uma visita ao Muro das Lamentações, em Jerusalém.

Publicidade

A visita contou ainda com um encontro com o presidente de Israel, Shimon Peres. Na reunião, McCain transmitiu a Peres preocupação com o papel do Irã na região e destacou que a república islâmica financia e ajuda grupos extremistas, segundo informou o Escritório da Presidência de Israel em comunicado.

Publicidade