Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Coreia do Sul anula pacto militar com Norte por envio de balões com lixo

Anúncio ocorre um dia após Pyongyang interromper lançamento aéreo dos dejetos

Por Da Redação
3 jun 2024, 14h11

A Coreia do Sul anunciou nesta segunda-feira, 3, que suspenderá um pacto militar com a Coreia do Norte, firmado em 2018, devido ao envio de balões com lixo e fezes para a fronteira sul-coreana. O plano para o cancelamento do acordo será apresentado na terça-feira, informou Conselho de Segurança Nacional em comunicado. A medida ocorre um dia após Pyongyang interromper o lançamento aéreo dos dejetos.

O pacto, embora não tenha sido suspenso oficialmente, caiu por terra em novembro após o governo norte-coreano informar que o seu o Exército não estava mais “vinculado ao Acordo Militar Norte-Sul” e enviar tropas e armas para os limites entre os países. Mas o tratado militar, que tinha como objetivo amenizar as tensões para evitar um confronto entre os vizinhos, ainda permanece oficialmente em voga.

Agora, Seul passará a conduzir treinos militares na fronteira e poderá tomar “medidas suficientes e imediatas” contra Pyongyang, acrescentou o conselho sul-coreano.

A anulação é o passo seguinte de uma série de advertências feitas contra a Coreia do Norte por causar a sujeira na última semana. O governo sul-coreano alertou que as medidas seriam “insuportáveis” e que incluiriam a instalação de caixas de som estridentes na divisa com propagandas contra o governo de Kim Jong-un.

“Isso ameaça seriamente a segurança do nosso povo. A Coreia do Norte é inteiramente responsável pelas consequências dos balões e alertamos severamente a Coreia do Norte para parar imediatamente esta ação desumana e grosseira”, disse o exército sul-coreano em comunicado na ocasião.

Continua após a publicidade

+ Coreia do Norte lança 260 balões com lixo e fezes contra a Coreia do Sul

A Coreia do Norte, por sua vez, alega que os balões foram uma resposta contra uma campanha encabeçada por desertores e ativistas, que incluía o envio de folhetos, alimentos, remédios e pen drives com música e doramas, como são chamadas as séries de Drama da Coreia do Sul, para o Norte através de infláveis. Em 26 de maio, pouco antes do odor ruim tomar conta das ruas sul-coreanas, Pyongyang alertou que “montes de lixo” seriam espalhados em breve no vizinho, que então perceberia “diretamente quanto esforço será necessário para remover tudo isso”.

Não é a primeira vez, contudo, que optou pela sujeira como forma de retaliação. Em 2016, a Coreia do Norte já havia lançado balões ao Sul transportando papel higiénico, pontas de cigarro e lixo. Na época, a polícia de Seul os descreveu como “substâncias bioquímicas perigosas”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.