Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coreia do Norte pode voltar a discutir seu programa nuclear

País estaria interessado em retomar diálogo multilateral estagnado desde 2008

Por Da Redação - 24 ago 2011, 07h02

A Coreia do Norte confirmou sua disposição incondicional em retomar as negociações de seis lados sobre seu programa nuclear, declarou nesta quarta-feira a porta-voz do Kremlin, Natalia Timakova, ao término da reunião do presidente russo, Dmitri Medvedev, com o líder norte-coreano, Kim Jong-il.

Ao expressar o interesse em retornar à mesa de diálogo com a comunidade internacional, os norte-coreanos buscam também resolver o assunto da aplicação de um embargo à fabricação de armas atômicas e a seus testes nucleares, declarou Timakova.

As negociações multilaterais sobre a desnuclearização da península coreana estão estagnadas desde 2008 devido aos testes nucleares efetuados por Pyongyang e a vários incidentes militares com Seul.

Dmitri Medvedev e Kim Jong-il realizaram nesta quarta-feira uma reunião em uma base militar da república siberiana da Buriátia. Após a cúpula, o presidente russo afirmou que a Coreia do Norte está interessada em um projeto que permita o trânsito do gás russo por seu território rumo à Coreia do Sul. “No que se refere à cooperação em gás, há resultados”, disse o presidente russo.

Continua após a publicidade

Segundo a imprensa russa, a Coreia do Norte receberia como pagamento pelo trânsito do gás russo à Coreia do Sul cerca de US$ 100 milhões anuais, além de tarifas preferenciais para suas próprias importações.

(com Agência EFE)

Publicidade