Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

EUA: autor de ataque contra republicanos era militante da esquerda

James Hodgkinson, de 66 anos, atirou contra integrantes do Partido Republicano em um campo de beisebol nesta quarta-feira

Por Da redação Atualizado em 14 jun 2017, 16h12 - Publicado em 14 jun 2017, 16h11

O autor do ataque desta quarta-feira contra congressistas republicanos que treinavam beisebol perto de Washington, nos Estados Unidos, era um militante da esquerda, reportou a emissora Fox News. James Hodgkinson, de 66 anos, expressava no Facebook sua simpatia por Bernie Sanders, ex-candidato nas primárias democratas e líder da esquerda dos Estados Unidos.

“Trump é um traidor. Trump destruiu a nossa democracia. Chegou a hora de destruir Trump e companhia”, escreveu em março o atirador em sua página no Facebook.

Na manhã desta quarta-feira, Hodgkinson atirou com um fuzil contra um grupo de congressistas, assessores e seguranças que participavam de um treino de beisebol em Alexandria, no Estado da Virgínia. Cinco pessoas ficaram feridas, entre elas o deputado Steve Scalise, um dos líderes do Partido Republicano.

  • Segundo sua esposa, citada pela emissora ABC, o homem havia se mudado há dois meses para Alexandria, cidade do estado da Virgínia, onde o ataque aconteceu. Antes ele vivia em Belleville, subúrbio de St. Louis, no Estado de Illinois.

    De acordo com o jornal Washignton Post, o irmão do atirador contou que a eleição de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos deixou Hodgkinson perturbado, e motivou uma viagem dele à capital americana para protestar.

     

    Hodgkinson foi baleado pela polícia e morreu no hospital, poucas horas depois. Sua morte foi anunciada na televisão pelo presidente dos EUA, Donald Trump.

    (Com AFP)

    Continua após a publicidade
    Publicidade