Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Americana sequestrada há 12 anos é encontrada no México

Desautorizada pela Justiça do Texas a ter a guarda da filha, Dara Marie Llorens fugiu com Sabrina quando ela tinha só 4 anos. Ela será processada nos EUA

Um sequestro de doze anos de uma americana teve fim nesta quinta-feira. Uma ação conjunta das autoridades dos Estados Unidos e do México levaram ao paradeiro de Sabrina Allen, jovem de 17 anos nascida no Texas que havia sido sequestrada pela mãe, Dara Marie Llorens, em 19 de abril de 2002. A polícia mexicana comunicou que a adolescente foi encontrada com Dara em um apartamento localizado num pequeno município perto da Cidade do México. Segundo a rede CNN, o FBI confirmou que a mãe será processada criminalmente no Texas.

Leia também:

Caso Madeleine: polícia retoma buscas por pistas

Caso Madeleine: Moradores do Algarve ofendem investigadores ingleses

Dara era procurada pela polícia federal americana desde que violou a determinação da Justiça que autorizava o pai de Sabrina, Greg Allen, a ter a guarda da filha. Ela deveria ter entregado Sabrina para Greg em um dia pré-agendado, mas abandonou sua casa e trabalho em Austin para viajar com a filha para o México. A criança, que à época estava com quase 5 anos, passou a ser chamada por Dara de ‘Blanquita’, diminutivo para o nome espanhol Blanca. Este era um dos muitos apelidos que Dara vinha usando para ocultar as identidades verdadeiras, segundo Greg.

Mesmo com o nome em espanhol, o pai salientou que nem a filha nem a ex-mulher poderiam viver em uma comunidade hispânica sem chamar a atenção para suas origens americanas. Para dificultar o trabalho da polícia, Dara disfarçava Sabrina constantemente, pintando seu cabelo loiro de ruivo e outras tonalidades. Quando questionada sobre o paradeiro do pai, a mãe dizia para a filha que ele era “um cara ruim” e que a “espancava”. Greg nega as acusações feitas por Dara.

Diante da incapacidade das autoridades de solucionar o crime nestes últimos doze anos, Greg lançou uma campanha na internet para chamar a atenção do público para o caso. Ele contratou um investigador particular e ofereceu 20.000 dólares de recompensa por informações que o levassem até a sua filha. Mesmo com o resgate de Sabrina, o pai ainda não foi autorizado a se encontrar com ela. As autoridades disseram que a menina passou por um trauma emocional e deverá frequentar sessões de psicologia antes de se reunir com a família.

“Foi uma longa estrada até ela, não sei o que esperar. A coisa mais difícil pela qual passei foi me convencer de que poderia ter uma vida enquanto eu procurava por ela”, disse Greg à CNN. Segundo as autoridades, Sabrina foi encontrada graças a um informante anônimo. A operação deixou um policial mexicano com ferimentos leves. Não foram fornecidos detalhes de como ele teria se machucado.