Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ahmadinejad acusa potências estrangeiras de interferir na região

Islamabad, 17 fev (EFE).- O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, acusou nesta sexta-feira as ‘potências estrangeiras’ de interferir nos países da região e incentivou o Paquistão e o Afeganistão a tomarem medidas para evitar que isto continue ocorrendo.

Em entrevista coletiva concedida ao término de uma cúpula presidencial entre estes três países em Islamabad, Ahmadinejad criticou o fato de a área ter estado sempre ‘submissa à hegemonia das potências estrangeiras’, palavras que pareciam se referir especialmente ao Afeganistão.

‘Não há nenhum problema fundamental entre os países da região. Todos os problemas vêm de fora’, afirmou, acompanhado pelos presidentes paquistanês, Asif Ali Zardari, e afegão, Hamid Karzai.

O presidente iraniano aterrissou na quinta em Islamabad para participar desta cúpula trilateral, que tem seus principais eixos de diálogo no processo de paz no Afeganistão – onde os Estados Unidos são o país com mais tropas desdobradas – e o diálogo com os talibãs.

Nenhum dos três países tem uma participação direta no escritório talibã aberto no Catar, por meio do qual os EUA estão mantendo contatos com os insurgentes.

Em sua intervenção, Zardari, que convidou Ahmadinejad para fazer outra visita sozinho a Islamabad, esclareceu que a relação entre o Paquistão e o Irã ‘não pode ser afetada por nenhuma pressão internacional’.

Karzai expressou seu desejo de superar as ‘dificuldades’ no país em guerra e encontrar uma guia de ação comum para todas as partes envolvidas ou com interesses em seu território.

Irã e Paquistão têm receios dos planos americanos no Afeganistão e na região e almejam ter um papel ativo no futuro do país em guerra. EFE