Clique e assine a partir de 9,90/mês

Prêmio Veja-se: Maitê Lourenço ganha na categoria Diversidade

Ela comanda a BlackRocks, uma aceleradora de startups dedicada a promover empreendedores e executivos negros

Por Da redação - Atualizado em 10 dez 2018, 09h19 - Publicado em 12 dez 2017, 21h08

A psicóloga e empreendedora Maitê Lourenço foi a vencedora do Prêmio Veja-se na categoria Diversidade. Ela comanda a BlackRocks, uma aceleradora de startups dedicada a promover empreendedores e executivos negros. Os outros finalistas na categoria foram Breno Oliveira, empresário que criou uma sorveteria com atendentes surdos, e Alexandre Saadeh, psiquiatra que coordena o Ambulatório de Identidade de Gênero do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (São Paulo). O evento contou com o patrocínio da Vivara, da Petrobras, da Água Mineral Ama e da Guardian Glass.

“Pensar que meus ancestrais não puderam ter a oportunidade que eu tive me faz ter muito orgulho de estar aqui representando eles”, disse Maitê, ao receber o prêmio das mãos da miss Brasil, Monalisa Alcântara, e da cantora Preta Gil. A premiação aconteceu nesta terça no Teatro Santander, em São Paulo.

Sobre a trajetória

Continua após a publicidade

Filha de um segurança e de uma governanta, Maitê passou a infância no Jardim das Rosas, no extremo da Zona Leste de São Paulo. Estudou em escola pública durante o ensino fundamental e o médio, conquistou uma bolsa integral do Prouni para cursar psicologia em uma faculdade particular e, mais tarde, fez especialização pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Nos eventos dos quais participava, relata que era frequentemente a única empresária negra nos auditórios ou salas de reunião. Nasceu desse choque, há dois anos, a BlackRocks, empresa com sede no centro da cidade de São Paulo que visa a promover a ascensão de profissionais negros e pardos, de diversas formas. “Não é uma ONG, mas um negócio que busca impacto social”, explica Maitê.

Publicidade