Clique e assine a partir de 9,90/mês

As melhores padarias de Curitiba segundo VEJA COMER & BEBER

Endereços foram selecionados pelo guia VEJA COMER & BEBER Curitiba 2019/2020

Por Camila Sayuri, Cintia Végas, Daniela Drummond, Larissa Angeli, Mariani Campos, Rosane Freire - 4 out 2019, 23h57

Aquarius Panificadora

No ano em que completa cinco décadas, segue funcionando 24 horas, sempre com novidades. Com sete variedades, a linha de pães de fermentação natural inclui o rústico poolish, cuja massa mistura farinha orgânica e gergelim preto (R$ 38,90 o quilo). Entre os doces, faz sucesso a torta red velvet, com creme à base de cream cheese, (R$ 12,90 a individual). Avenida Prefeito Erasto Gaertner, 363, Bacacheri,3018-6880 (200 lugares). 24 horas. Aberto em 1969.

Empório Kaminski

Na linha de pães de fermentação natural, o carro-chefe é a baguete francesa (R$ 29,90 o quilo). Outros sucessos são a baguete com grãos, o pão de cacau (R$ 34,50 o quilo de cada um) e o pão de campagne (R$ 56,20 o quilo). Para tomar ali, é imbatível o café argentino, um expresso com leite vaporizado, canela, doce de leite e chantili (R$ 8,45). Avenida Sete de Setembro, 6355, Seminário,3342-3978 (150 lugares). 6h30/22h. Aberto em 1930.

Fabiano Marcolini Alimentari

Sob a batuta do chef Fabiano Marcolini, é produzida uma variedade de pães, entre eles o de vinho tinto com passas e nozes (R$ 42,90 o quilo) e as baguetes recheadas, de calabresa, quatro queijos ou azeitonas (R$ 11,90 com 60 centímetros). Outras especialidades são oferecidas na seção de confeitaria, caso dos cannoli com recheio de ricota com frutas e gotas de chocolate (R$ 12,00 a unidade). Alameda Carlos de Carvalho, 1181, Batel,3322-9362 e3223-8085 (34 lugares). 7h/21h (dom. e feriados 8h/20h). Aberto em 1996.

Fábrika Pães

Preparados pelo padeiro Andre Santi, os pães atraem um público cativo – o de campanha mescla farinhas branca mais integral e o multigrãos leva linhaça, semente de girassol e aveia. Fermentados naturalmente, cada um é vendido a R$ 17,00 (800 gramas). O cardápio inclui ainda pizzas de tamanho individual, a exemplo da margherita com mussarela de búfala (R$ 34,00). Rua Schiller, 1305, Alto da Rua XV,3042-7971 (60 lugares). 9h/21h30 (ter. e sáb. até 19h30; fecha dom. e seg.). Aberto em 2015.

Família Farinha (campeã da categoria em 2019)

O que parece uma criativa estratégia de marca não passa de uma descrição literal da essência desta padaria, comandada no dia a dia por Adelino Pereira Farinha, pela esposa Célia e pelos filhos Pedro, Lucas e Mariana — todos com o sobrenome “Farinha” na carteira de identidade. Essa predestinação para o segmento ainda é reforçada pelo fato de os pais de Adelino serem de nacionalidade portuguesa, a mais associada à panificação no Brasil. Foi sua mãe, aliás, quem inaugurou as fornadas do clã em Araçatuba (SP), onde Adelino deu os primeiros passos no ofício. Ao se mudar para Curitiba e, posteriormente, abrir a Família Farinha, em 1998, ele já trabalhava com fermentação natural, bem antes de o conceito ditar moda no comércio de pães. Com a ajuda técnica de um padeiro alemão, a linha inicial de produtos tinha um forte sotaque germânico e incluía itens como o bretzel (R$ 3,10 a unidade). Hoje, o rol do endereço é ainda mais poliglota: também fazem sucesso o pão italiano (R$ 22,90), a baguete paris (R$ 33,50) e o croissant (R$ 67,50) — as referências de preço valem para 1 quilo. No setor açucarado, a veia portuguesa do negócio conquista a clientela com o pastel de belém (R$ 6,90 a unidade) e o toucinho do céu (R$ 92,00 o quilo). Além da pequena cafeteria, a loja de 300 metros quadrados abriga um bem fornido empório, dotado de 260 rótulos de vinho. Avenida Nossa Senhora da Luz, 2345, Jardim Social,3362-3052 (27 lugares). 6h30/21h30 (dom. a partir de 7h). Aberto em 1998.

Maçã Padaria Artesanal

Além dos pães de fermentação natural feitos com ingredientes orgânicos, agora a matriz também serve café da manhã o dia todo. Vale a pena provar o misto quente (queijo da Serra do Salitre e presunto defumado; R$ 18,00) ao lado do pingado (R$ 7,00) ou do expresso (R$ 5,00). Das fornadas, os clientes têm um queridinho: o pão brasileiro (R$ 18,00 a unidade), que mescla farinhas branca, integral e de centeio. Rua Fernando Amaro, 802b, Alto da Rua XV,3093-6907. 14h30/19h30 (sáb. 10h/15h; fecha dom. e seg.); Rua Professor Sebastião Paraná, 195, Vila Isabel,3093-9626 (30 lugares). 9h/19h30 (fecha dom. e seg.). Aberto em 2015.

Mercearia Viana

Centenário, o endereço produz noventa tipos de pão – a cada meia hora, costuma sair uma fornada quentinha do francês (R$ 8,95 o quilo). A cozinha também prepara uma variedade de salgados, entre os quais ganha destaque a chipa (R$ 28,00 o quilo). Rua Cândido Lopes, 38, centro,3222-8992. 6h15/19h45 (sáb. até 15h; fecha dom.). Aberto em 1906.

Continua após a publicidade

Miolo de Pão

Fermentado naturalmente, o pão de sementes é queridinho da clientela. A receita mescla farinha integral e de centeio mais semente de girassol, gergelim, linhaça dourada e sal e é vendida a R$ 35,00 o quilo. Outros hits são o pão de hambúrguer vegano (R$ 3,50 a unidade) e os brioches com chocolate e raspas de laranja (R$ 11,00 a unidade). Rua Senador Saraiva, 88, São Francisco,99868-7999 (40 lugares). 9h/19h (sáb. até 13h; fecha dom.). Aberto em 2016.

Padaria América

Nesta tradicional padaria, em funcionamento há mais de um século, lideram os pedidos o pão francês (R$ 13,90 o quilo) e o de grãos, que leva gergelim, linhaça e semente de trigo (R$ 35,26 o quilo). Para acompanhar o expresso (R$ 4,10) vai bem a queijadinha (R$ 6,20). Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 942, São Francisco,3233-1871 (50 lugares). 8h30/20h (fecha dom.); Avenida Estados Unidos, 412, Bacacheri,3257-4703. 9h/19h (fecha dom.); Avenida Água Verde, 470, Água Verde,3342-3531. 8h30/20h (fecha dom.). Aberto em 1913.

Padaria Requinte

Um dos maiores sucessos marca fica na vitrine dos doces: o sonho, que ganha recheios de zabaione, de baunilha ou de nata (R$ 61,50 o quilo de cada um). A clientela também chega em busca de pães variados, entre eles o batizado de bíblico, que leva grãos como malte, cevada, espelta, linhaça e sorgo (R$ 51,90 o quilo). Rua Francisco Rocha, 1809, Bigorrilho,3335-3134 (20 lugares). 7h/21h; Rua Recife, 34, Cabral,3014-3134 (70 lugares). 7h/21h. Aberto em 1984.

Pão Prosa

O carro-chefe é pão francês (R$ 15,10 o quilo), mas também têm boa aceitação as receitas de fermentação natural, a exemplo do multigrãos (R$ 33,75 o quilo). Para comer no local, vale apostar na dobradinha do bolo de cenoura com brigadeiro (R$ 9,00 a fatia) e expresso mineiro, cuja xícara é besuntada de doce de leite (R$ 12,00). Rua Coronel Pedro Scherer Sobrinho, 233, Cristo Rei,3152-4059 (40 lugares). 7h/20h30 (fecha dom.). Aberto em 2012.

Pãozinho da Hora

Nas primeiras horas do dia, os clientes apostam no par formado pelo pão na chapa com requeijão na saída (R$ 4,30) e o chocolate quente (R$ 8,30). Para levar para casa, pão francês (R$ 14,40 o quilo) divide atenções com o que leva chia, linhaça e gergelim (R$ 32,80 o quilo). Avenida República Argentina, 2557, Portão,3015-3030 (65 lugares). 6h30/21h30 (sáb. 7h/21h; dom. 7h30/21h); Avenida República Argentina, 1571, Água Verde,3015-3031 (25 lugares). 6h30/20h30 (sáb. 7h/20h30; fecha dom.). Aberto em 1995.

Piegel Pães

Sob o comando da quinta geração da família Piegel, a centenária padaria tem no minicaseirinho (R$ 23,50 o quilo) um de seus sucessos. Trata-se de um pão sovado em tamanho individual que divide a preferência com o francês (13,90 o quilo). Entre os doces, o sonho tem recheio de goiabada, de doce de leite, de creme ou de nata (R$ 42,50 o quilo). Avenida Anita Garibaldi, 590, Cabral,3253-1865 (30 lugares). 7h/21h. Aberto em 1915.

Prestinaria – A Casa dos Pães

A vitrine exibe pães como o francês (R$ 16,40 o quilo) e o rústico, que é fermentado naturalmente e leva farinha integral e sementes (R$ 15,50, 350 gramas). Para um lanche no local, o croissant recheado com queijo branco e peito de peru (R$ 14,90) vai bem junto do café latte (R$ 8,40). Serve bufê de almoço (R$ 59,90 o quilo). Rua Euclides da Cunha, 699-C, Bigorrilho,3342-4576 (70 lugares). 7h30/20h30 (sáb., dom. e feriados 8h/20h). Aberto em 1999.

Confira o roteiro completo e os estabelecimentos campeões em comidinhas, bares e restaurantes da 19ª edição de VEJA COMER & BEBER CURITIBA clicando aqui.

Continua após a publicidade
Publicidade