Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Joel culpa juiz por derrota ‘fora dos planos’ do Fla

Por Da Redação 1 mar 2012, 10h03

Por AE

Macaé – O Flamengo culpou o árbitro Felipe Gomes da Silva pela estreia ruim da equipe na Taça Rio – o segundo turno do Campeonato Carioca. Na noite de quarta-feira, a equipe perdeu para o Boavista por 2 a 1, em Macaé, e o técnico Joel Santana reclamou da passividade do juiz com o excesso de faltas cometidas pelo adversário. O treinador, porém, reconheceu que o tropeço foi inesperado.

“Amargamos uma derrota que não estava nos nossos planos. Poderíamos ter matado o jogo no primeiro tempo, mas os gols não aconteceram. Não estou transferindo para a arbitragem, mas os caras paravam o jogo o tempo todo. Eles bateram muito. É só ver o número de faltas que foram cometidas. O Willians foi pisado a dois metros do bandeira e o jogador deles só levou amarelo”, disse Joel.

Além da reclamação por Tony não ter sido expulso no lance com Willians, o Flamengo avalia que o árbitro errou ao não anular o segundo gol do Boavista, em que o lateral-direito Sheslon tocou na bola com a mão.

Para o técnico, o Flamengo fazia boa partida até perder Willians, contundido. Sem o volante, porém, a equipe sofreu a virada em Macaé. “O jogo até que estava bom. Estávamos criando chances e desenvolvendo bem. Eu vi a equipe jogar de forma tranquila, serena, bem postada e organizada até a falta no Willians. Depois começou a se descontrolar. Foi uma pena. Foi um jogo atípico”, afirmou.

Derrotado pelo Boavista, o Flamengo volta a jogar no próximo domingo, novamente em Macaé, contra o Duque de Caxias, em partida válida pela segunda rodada da Taça Rio.

Continua após a publicidade
Publicidade