Clique e assine a partir de 9,90/mês

Fabíola Molina leva suspensão de 6 meses por doping

Por Da Redação - 19 jan 2012, 13h42

Por AE

Lausanne – A Federação Internacional de Natação (Fina) anunciou nesta quinta-feira o resultado do julgamento da brasileira Fabiola Molina, pega em um exame antidoping realizado durante a Seletiva Mundial, em abril do ano passado. A nadadora recebeu uma pena de seis meses de suspensão por ter testado positivo para a substância metilhexanamina.

Na ocasião da revelação do doping, Molina justificou o resultado alegando o consumo de um sachê de amostra grátis de um suplemento alimentar, enviado por um laboratório norte-americano. Julgada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) em maio, ela foi suspensa por dois meses, uma vez que a entidade entendeu que não houve a intenção de ganhar performance.

A Fina, porém, não concordou com a pena imposta à brasileira e recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS), que realizou novo julgamento em dezembro. O painel da CAS, realizado na cidade de Lausanne, na Suíça, decidiu por seis meses de suspensão para Molina, a contar a partir de 20 de dezembro do ano passado.

Continua após a publicidade

Como ela já cumpriu dois meses de pena, ficará afastada por quatro meses, até o dia 20 de abril. Desta forma, a veterana de 36 anos perderá o Campeonato Sul-Americano de Belém, em março. Molina, porém, conseguirá participar das duas outras competições válidas como tomadas de tempo para os Jogos Olímpicos de Londres: o Troféu Maria Lenk e a Tentativa Olímpica, ambos no Rio, em maio.

Fabiola havia conquistado o índice olímpico para os 100 metros costas, prova que é sua especialidade, mas o perdeu por conta do doping. Com dois Jogos Olímpicos no currículo, ela também disputaria o Mundial de Xangai, mas acabou excluída da delegação. De volta à seleção, foi medalhista de bronze 4×100 medley.

Publicidade