Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Engenheiros garantem que chuva não atrapalhará revezamento da chama olímpica

ondres, 19 abr (EFE).- Os organizadores dos Jogos de Londres garantiram nesta quinta-feira que a chama olímpica que atravessará o Reino Unido durante dois meses vai resistir as chuvas frequentes do verão britânico.

A tocha dourada que levará o fogo que será trazido de Olimpia, na Grécia foi submetida a ‘rigorosos testes’ em condições meteorológicas desfavoráveis, confirme afirmaram representantes do Comitê Organizador dos Jogos à emissora britânica ‘BBC’.

Antes da cerimônia de abertura, no dia 27 de julho, no Estádio Olímpico, a tocha percorrerá quase 13 mil quilômetros ao redor do Reino Unido.

A chama partirá de Land’s End, no dia 19 de maio, no ponto mais ocidental da Grã-Bretanha, e percorrerá um caminho em que será carregado por 115 pessoas, que serão substituídas a cada dia. Além disso, alguns trechos serão percorridos em navio, motocicleta, balão e até mesmo a cavalo.

Engenheiros responsáveis pelo desenho da tocha asseguraram que havia uma grande preocupação com a segurança dos encarregados de transportar a chama, além da resistência à chuva e do vento.

‘O Comitê Local nos pediu que a tocha aguentasse temperaturas de cinco graus negativos até 40 graus centígrados, e que suportasse umidade de 95%, assim como condições de chuva e neve’, afirmou Stuart Hawker, um dos responsáveis pelo desenho da tocha, indicada como melhor design do ano, em premiação no Reino Unido.

O engenheiro ressaltou que um dos maiores problemas com os quais se deparou sua equipe foi encontrar uma forma na qual a chama continuasse acesa quando a tocha se inclina 45 graus em qualquer direção.

Durante três dias, os engenheiros trabalharam em um túnel de vendo na sede da BMW, em Munique, na Alemanha. Lá, simularam condições extremas para garantir que o fogo olímpico não se apague. EFE

gx/bg