Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Djokovic supera Federer, vai à 1 final e desafia reinado de Nadal

O sérvio Novak Djokovic, líder do ranking mundial de tênis, garantiu sua classificação à final de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada. Nesta sexta-feira, ela atuou com eficiência para derrotar Roger Federer por 3 sets a 0, parciais de 6/4, 7/5 e 6/3 em 2h07mine avançou à decisão em que enfrenta Rafael Nadal, hexacampeão do torneio.

Os dois já se enfrentaram na final do Aberto da Austrália, em janeiro, na decisão mais longa já registrada em um Grand Slam. Após 5h53min de disputa, o sérvio venceu por 3 sets a 2, com parciais 5/7, 6/4, 6/2, 6/7 (5-7) e 7/5. Neste ano eles se encontraram outras duas vezes, ambas no saibro, com triunfo do espanhol, especialista neste tipo de piso.

Djokovic soube aproveitar as chances que teve nos dois primeiros sets para derrotar Federer nesta sexta-feira. O sérvio conseguiu quebrar o serviço de seu adversário em momentos cruciais do jogo e ainda conseguiu uma boa recuperação na segunda parcial, quando estava atrás no marcador.

No terceiro set, os tenistas seguiram sem quebras até o sexto game, em que Djokovic aproveitou um erro de direita de Federer para assumir a liderança. À frente do marcador, o sérvio manteve a intensidade de seu jogo não foi ameaçado pelo suíço até fechar a partida.

O Aberto da França é o único Grand Slam que Djokovic não venceu em sua carreira. Seu melhor resultado no torneio havia sido atingir as semifinais em 2007, 2008 e 2011. Já Nadal se tornou o recordista de vitórias em Roland Garros nesta temporada, superando a marca do sueco Bjorn Borg.

Eles são os maiores vencedores da competição em Paris, com seis títulos cada. Se confirmar o favoritismo e derrotar Djokovic no domingo, Nadal passar a ser o tenista com mais títulos de Roland Garros na história.