Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diretor da Mclaren reitera boa relação com gigantes da Fórmula 1

Madri, 39 jan (EFE).- O britânico Martin Whitmarsh, diretor da McLaren e presidente da Associação de Equipes de Fórmula 1 (Fota), afirmou que as relações entre as três grandes escuderias continuam sendo muito boas e negou que exista entre elas alguma tensão além da concorrência normal.

‘Ferrari e McLaren nunca tiveram relações tão cordiais como agora. As equipes de Fórmula 1 sempre competirão entre si, como é natural, porque é um esporte, mas também um negócio, e muito sério. Mas isso não significa que não possamos colaborar quando isso produz um benefício geral, e isso vale para todas as equipes, inclusive as que estão fora da Fota’, declarou Whitmarsh.

No site oficial da competição, o presidente da associação destacou a boa predisposição da McLaren em relação às concorrentes.

‘Confirmo que em todos os níveis e em todas as disciplinas, engenharia, marketing, assuntos comerciais, legais, financeiros e outros, nós estamos em contatos frequentes com os colegas de Red Bull e Ferrari, assim como os de todas as demais equipes’, disse o diretor da McLaren.

‘Isto, naturalmente, também é aplicável a Christian Horner (diretor da Red Bull) e a Stefano Domenicalli (diretor da Ferrari)’, acrescentou.

Na temporada passada, surgiram diferenças entre as principais equipes em torno do uso dos difusores aquecidos, e alguns acusaram a Red Bull de descumprir o pacto sobre restrição de custos.

‘A Fota conseguiu um grande acordo em sua curta história. Não teria nascido sem o apoio da Red Bull e da Ferrari no começo, e Luca di Montezemolo (presidente de Ferrari) foi o primeiro presidente. As relações entre McLaren, Red Bull e Ferrari seguem sendo muito boas’, afirmou.

Tanto Red Bull quanto Ferrari comunicaram em dezembro de 2011 sua intenção de deixar a Fota, e pouco depois a Sauber, cliente da escuderia italiana, fez o mesmo. EFE