Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fase de batalhas dá tom mais emotivo ao ‘The Voice’

Novo episódio do reality show da Globo contou com a participação dos assistentes Rogério Flausino, Di Ferrero, Alexandre Pires e Luiza Possi

Após o término das audições às cegas, na semana passada, o The Voice Brasil entrou na fase das batalhas nesta quinta-feira. O tom de brincadeira e disputa deu lugar a sentimentos mais emotivos. Com direito a choro, tensão e nervosismo, que tomaram conta dos participantes e até de Michel Teló, que se debulhou em lágrimas após ouvir a disputa entre Gau Silva e Selma Fernands, que interpretaram Meu Lugar, de Arlindo Cruz. Carlinhos Brown, técnicos das duas, preferiu a primeira, e o sertanejo, agora auxiliado por Luiza Possi, ficou só no chororô, e optou por não usar o “peguei” para salvar a eliminada. Uma pena. Já que a moça foi uma das melhores da noite.

LEIA TAMBÉM:

Jurados do ‘The Voice’ ‘desviram’ cadeira para candidato

Jurados recuam e Teló cava seu espaço no ‘The Voice’

Participante do ‘The Voice’ já dividiu palco com Arlindo Cruz

‘Tudo é válido e me ajuda a crescer’, diz candidata confundida com homem no ‘The Voice’

Outra diferença da nova parte do reality show da Globo foi a presença dos assistentes ao lado dos jurados. Além de Luiza, que acompanhou Teló, estavam sentados à frente do palco Rogério Flausino (com Brown), Di Ferrero (Lulu Santos) e Alexandre Pires (Claudia Leitte). Entre os auxiliares, Pires se destacou como o mais articulado em seus comentários. Já Luiza – que falou mais que o próprio Teló –, conseguiu explicar de forma didática as dicas que dava às vozes dos candidatos.

As batalhas foram marcadas ora pela semelhança entre os candidatos, ora pela completa oposição dos estilos. William San’Per e Cris Silva, do time de Claudia Leitte, se mesclaram no revezamento dos agudos de Want to Want Me, de Jason Derulo. A cantora escolheu San’Per, mas Lulu chamou Cris para sua equipe. Já a voz grave de Renato Vianna tomou conta na apresentação de I’m Not the Only One, de Sam Smith, e escondeu o estilo suave Marcelo Marchetti, tanto que Teló elegeu o primeiro como vencedor.

No embate entre Paulynha Arrais e Matteus, Teló optou pelo segundo, que conta até com um fã-clube, e deixou de lado a garota que segue a linha do “faça você mesmo”. Paula prepara tudo para seus shows, desde o palco até o comando do veículo que dirige para a apresentação. Aos prantos, ela se preparava para sair do palco quando Claudia usou seu derriére para apertar o botão e chamá-la para sua equipe.

Por fim, Aline Mendes e Dani Lino, do time de Brown, assassinaram a canção Shake It Off, de Taylor Swift. Como o baiano tinha de escolher uma, ele optou por Dani, mas seria melhor se, neste caso, não existisse a obrigatoriedade de eleger um vencedor. Na próxima semana, o The Voice Brasil continua na fase de batalhas, com mais doze disputas entre os candidatos. Por causa do jogo de futebol do Brasil contra a Argentina, o programa será exibido na quarta-feira. Confira abaixo como ficaram as equipes: