Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Disney lançará plataforma de streaming nos EUA em novembro

Serviço, que planeja uma expansão global em dois anos, surge para concorrer com empresas como Netflix e Amazon (detentora do Prime Video)

A plataforma de vídeo em streaming Disney+ estará disponível a partir de 12 de novembro nos Estados Unidos, ao custo de 6,99 dólares ao mês, anunciou o gigante da mídia e do entretenimento nesta quinta-feira 11.

A empresa multimídia, que em março concluiu a compra da 21st Century Fox por 71,3 bilhões de dólares, apresentou nesta quinta-feira alguns detalhes do serviço com o qual pretende competir com outros gigantes do entretenimento digital como Netflix e Amazon (detentora do Prime Video)

Neste mercado, a Apple acaba de anunciar sua própria plataforma, a Apple TV+, que será lançada este ano em data e com preço ainda desconhecidos. Está previsto também que a WarnerMedia (anteriormente Time Warner), comprada pela operadora de telecomunicações AT&T, se lance também este ano na competição, e que a NBCUniversal (grupo Comcast) o faça no ano que vem.

“A Disney + representa um passo ousado nesta nova e empolgante era para nossa empresa, na qual os usuários terão conexão direta com o incrível conjunto de conteúdo criativo que é a marca registrada da The Walt Disney Company”, disse o presidente e CEO da Disney, Bob Iger, em conferência para investidores que aconteceu na sede da empresa em Burbank, na Califórnia (Estados Unidos).

O preço da Disney + nos Estados Unidos será menor do que a Netflix, que em janeiro elevou o custo de sua assinatura básica para 8,99 dólares por mês.

Após estrear América do Norte, a Disney + iniciará um processo de expansão pelo mundo que durará cerca de dois anos, ainda sem data exata confirmada, e que passará por diferentes fases de acordo com as zonas. Este novo serviço incluirá o catálogo da Disney, Pixar, Marvel, “Star Wars” e National Geographic, entre outros.

“Estamos confiantes de que a combinação de nossa narrativa incomparável, marcas amadas, sagas icônicas e tecnologia de ponta farão com que a Disney + se destaque no mercado”, destacou Igger.

Um dos destaques foi o anúncio de que todas as temporadas de “Os Simpsons“, a série mais popular da história da animação, estarão disponíveis na Disney + desde o primeiro dia graças à aquisição da 21st Century Fox. Outras atrações serão os filmes do catálogo deste estúdio, como “A Noviça Rebelde” (1965) e “A Princesa Prometida” (1987).

Durante o evento, a Disney afirmou que no primeiro ano da Disney + pretende estrear mais de 25 séries e 10 novos filmes.

Iger, que é responsável pelo renascimento da empresa, aproveitou a conferência com investidores para anunciar que deixará suas responsabilidades em 2021 na Disney, quando termina a última extensão de seu contrato.

“Sou CEO desde outubro de 2005 e como já disse muitas vezes, há tempo para tudo e 2021 será a hora de eu finalmente sair”, disse ele, anunciando que a Disney já está trabalhando em sua sucessão.

(Com EFE e AFP)