Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A vida após ‘Game of Thrones’ de Kit Harington, o ‘Jon Snow’

Ator encarna protagonista em filme de Xavier Dolan, exibido no Festival de Toronto, e mostra que poderá ter carreira longa sem o figurino da série da HBO

Os cabelos são parecidos. O nome, também. Mas não são muitas as coincidências entre John, personagem de Kit Harington no filme The Death and Life of John F. Donovan, que teve sua estreia mundial no Festival de Toronto, e seu Jon Snow em Game of Thrones. Jon Snow é um guerreiro de personalidade nobre, enquanto John F. Donovan é um ator famoso por causa de uma série em que tem superpoderes — qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência.

Na vida real, Harington fez sua estreia com o seriado de fantasia do canal HBO e se tornou mundialmente famoso. Marcado pelo papel do popular e nobre bastardo — que, descobre-se na sétima temporada, é o verdadeiro herdeiro ao trono de Westeros —, o ator começa agora a galgar seu caminho para o futuro sem o pesado figurino de pele de Snow. E começou bem, com um protagonista de um filme estrelado, dirigido pelo cineasta prodígio Xavier Dolan — que aos 29 anos tem sete longas-metragens no currículo e algumas honrarias de festivais, como Cannes, Veneza e Toronto.

No seu novo filme, o primeiro falado em inglês, o diretor franco-canadense quer discutir a fama e os sacrifícios que as celebridades precisam fazer. Entre eles, levar uma vida dupla, escondendo sua homossexualidade, por exemplo. John é casado com uma amiga de infância, mas passa noites em quartos de hotel, onde se sente menos solitário, diz. O medo de ser descoberto faz com que evite ao máximo qualquer intimidade com o aspirante a ator Will Jefford Jr. (Chris Zylka, da série The Leftovers), mas uma noite de bebedeira (com cenas sem camisa que vão fazer a alegria dos fãs) tem as consequências esperadas, numa cena de sexo discreta.

Kit Harington no filme ‘The Death and Life of John F. Donovan’

Kit Harington no filme ‘The Death and Life of John F. Donovan’ (//Reprodução)

Donovan também se corresponde com um ator-mirim, Rupert Turner (Jacob Tremblay, de Extraordinário), mais um escândalo prestes a arruinar sua carreira. Dez anos mais tarde, Rupert conta a uma repórter (Thandie Newton, de Westworld) como aquelas cartas foram importantes, num momento em que ele tinha se mudado para Londres e vivia um período conturbado com a mãe (Natalie Portman). John também tem uma relação delicada com sua própria mãe, Grace (Susan Sarandon) — um tema comum nos filmes do diretor.

The Death and Life of John F. Donovan é o primeiro filme de Kit Harington a ser lançado desde o término das filmagens da temporada final de Game of Thrones, a ser exibida em algum momento do ano que vem.

O ator, que saiu de uma peça no National Theatre em Londres direto para a série-fenômeno, conseguiu encaixar um papel aqui e outro ali durante sua carreira, como no filme-catástrofe de época Pompeia (2014), o romance Juventudes Roubadas (2014) e a série Gunpowder (2017), sobre seu ancestral Robert Catesby — Catesby é o segundo nome de Kit. Agora, livre de Jon Snow, o inglês de 31 anos vai poder ser visto mais na tela grande. E com outro corte de cabelo. Por obrigações contratuais, ele não podia tocar nos fios longos cacheados por causa de Jon Snow. Em Toronto, ainda apareceu com os cabelos compridos, segundo ele, porque não teve permissão para cortá-los, caso seja preciso refilmar alguma cena.

Seja qual for seu destino em Game of Thrones, conhecida por matar sem piedade protagonistas, aqui fora o público aguarda ansioso pelos próximos passos Harington, com ou sem cachos compridos.