Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Quais universidades portuguesas aceitam o Enem no vestibular?

Atualmente são 27 instituições conveniadas com o Inep, a pontuação mínima exigida varia de acordo com a escola e o curso

Por Marina Monzillo Atualizado em 27 out 2017, 18h43 - Publicado em 23 out 2017, 20h42

Desde 2014, o resultado no Enem pode levar o estudante brasileiro ainda mais longe. Foi a partir deste ano que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), entidade ligada ao Ministério da Educação e Cultura (MEC), começou a fazer acordos com universidades portuguesas de aproveitamento dos resultados do exame para ingresso em suas graduações. Hoje são 27 instituições de ensino superior de Portugal conveniadas.

O participante do Enem não precisa realizar prova de admissão nessas universidades, apenas apresentar as notas obtidas. A pontuação mínima exigida varia de acordo com a instituição e o curso – que muitas vezes têm mestrados integrados à graduação.

Os diplomas geralmente são reconhecidos em todos os países da União Europeia. Para exercer a profissão no Brasil, a revalidação é necessária e está sujeita à legislação brasileira.

Ao contrário do Brasil, mesmo as faculdades públicas em Portugal cobram taxas de coparticipação dos alunos. As mensalidades (chamadas propinas), em euro, podem ser mais caras do que as brasileiras, mas como incentivo ao novo programa, muitas universidades estão dando descontos. Na ponta do lápis, financeiramente pode valer a pena.

  • Universidade de Coimbra

    A Universidade de Coimbra é uma das mais antigas do mundo. Foi fundada em 1290 pelo rei D. Dinis I. A instituição é referência em Portugal e na Europa e, em 2013, recebeu o título de Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco.

    Universidade de Algarve

    Localizada no sul de Portugal, a instituição pública recebe anualmente cerca de 1.000 alunos estrangeiros, de  cinquenta  nacionalidades. Há cursos na área de artes, comunicação, ciências sociais, educação, turismo e tecnologia, entre outros.

    Instituto Politécnico de Leiria

    São 49 cursos em cinco campi, todos a menos de duas horas de Lisboa. Os cursos cobrem as áreas de educação/ciências sociais, tecnologia/engenharia, artes/design, turismo, saúde/desporto, ciências empresariais e jurídicas.

    Instituto Politécnico de Beja

    O IPBeja é uma instituição de ensino superior especializada em áreas pouco exploradas pelo Brasil, como viticultura e enologia, olivicultura e agropecuária mediterrânea. São oferecidas dezesseis graduações, distribuídas nas áreas de educação, saúde, agricultura e tecnologia.

    Instituto Politécnico do Porto

    O P. Porto atrai tanto por estar situado na charmosa cidade do Porto, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, quanto pelo ensino, que mescla tradição com uma constante atualização em demandas do mercado de trabalho e investigação social, tecnológica e científica.

    Instituto Politécnico de Portalegre

    O IPP, localizado nos arredores de um parque nacional e perto da fronteira com a Espanha, possui quatro escolas – educação, tecnologia/gestão, saúde e agrária – além de serviços de ação social e incubadora de base tecnológica.

    Instituto Politécnico do Cávado e do Ave

    Criado em 1994, o IPCA está localizado ao norte de Portugal e reúne cursos que vão desde gestão de atividades turísticas até engenharia e desenvolvimento de jogos digitais.

    Instituto Politécnico de Coimbra

    O IPC está entre as dez maiores instituições de ensino portuguesas e fica na cidade de maior tradição universitária do país. Abrange uma grande diversidade de áreas de formação, desde a agricultura e ambiente, passando por comunicação, contabilidade e marketing, até saúde e engenharias.

    Universidade de Aveiro

    Criada em 1973, na cidade portuária entre Lisboa e Porto, a UA possuiu 15.000 alunos. São 57 cursos de graduação e 127 de pós-graduação. Entre tantas opções, há matemática, biologia, engenharia mecânica e civil, ciências biomédicas e economia.

    Instituto Politécnico de Guarda

    O IPG fica, como seu nome diz, em Guarda, a cidade mais alta de Portugal, a 1.056 metros de altitude. As quatro faculdades que compõem o instituto são a Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto, a de Saúde, a de Tecnologia e Gestão e a de Turismo e Hotelaria.

    Universidade de Lisboa

    Atualmente é a maior universidade de Portugal e uma das maiores da Europa. Situada no coração da cidade, oferece formação em direito, arquitetura, medicina e odontologia, entre várias outras. Cerca de 14% dos estudantes são estrangeiros, provenientes de mais de 100 países.

    Continua após a publicidade

    Universidade do Porto

    É a segunda maior universidade portuguesa em número de estudantes, atrás apenas da Universidade de Lisboa e considerada uma das 150 melhores da Europa. Arquitetura, nutrição, medicina, engenharia e letras, estão entre as graduações.

    Universidade da Madeira

    Pequena instituição da Ilha da Madeira, desde 2016 passou a aceitar candidatos que tenham prestado Enem em cursos como biologia, design, economia, educação física, enfermagem, engenharia civil, engenharia eletrônica e engenharia informática, entre outros.

    Instituto Politécnico de Viseu

    Única instituição de ensino superior da cidade localizada ao centro de Portugal, o instituto tem cerca de 5.000 alunos e 32 cursos de graduação. A fama vem das ciências agrárias e veterinárias, mas também oferece faculdades de saúde, tecnologia e educação.

    Instituto Politécnico de Santarém

    Pertinho de Lisboa, esta instituição pública tem perfil parecido com várias outras espalhadas por Portugal. Possui cinco escolas, com foco em educação, agronomia, saúde, tecnologia e esportes.

    Universidade dos Açores

    Situada no arquipélago de mesmo nome, a UAc nasceu na década de 70, como muitas outras instituições de ensino superior de Portugal. Sociologia, comunicação, enfermagem e psicologia estão entre as graduações oferecidas.

    Universidade da Beira Interior

    Engenharia mecânica e elétrica, ciências da computação, design, marketing e bioquímica estão entre as opções oferecidas pela UBI, que está no ranking das 150 melhores escolas da Europa e fica localizada na região da Serra da Estrela.

    Universidade do Minho

    Arquitetura, letras, direito, medicina e outros cursos tradicionais formam as opções na UMinho, que também tem bastante foco em ciências e inovação. Localiza-se na região norte do país, dividida em três campi.

    Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário

    Enquanto a maioria das escolas conveniadas com o Enem é pública, esta é uma instituição privada. Próxima à cidade do Porto, a Cespu é conhecida pela medicina dentária (odontologia) e outras áreas da saúde, como ciências farmacêuticas, biomédicas e nutrição.

    Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

    Com sede em Lisboa, é a maior universidade privada de Portugal. Cinema, arquitetura, comunicação, engenharia de alimentos, civil, agrônoma, entre vários outros cursos, são oferecidos no câmpus situado no centro da capital portuguesa.

    Instituto Politécnico de Setúbal

    Assim como várias outras faculdades portuguesas, o IPS nasceu na década de 70 como instituição pública e possui atualmente cerca de 5.000 alunos que frequentam uma variada gama de cursos nas áreas de tecnologia, saúde, educação e engenharia.

    Instituto Politécnico de Bragança

    Com 7.000 alunos divididos entre cinco escolas nas áreas de agronomia, educação, tecnologia/gestão, comunicação/administração e turismo, e saúde, o IPB fica no nordeste português, perto da fronteira com a Espanha.

    Instituto Politécnico de Castelo Branco

    São 32 cursos de graduação em seis escolas (agrária, artes aplicadas, educação, gestão, saúde e tecnologia). Próximo à fronteira espanhola, Castelo Branco é o terceiro maior município português e considerada uma cidade com ótima qualidade de vida.

    Universidade Lusófona do Porto

    Mais uma instituição da charmosa cidade do Porto, que também tem unidade em Lisboa. Estudos europeus, lusófonos e relações internacionais são alguns dos cursos oferecidos, além de artes dramáticas, educação física, direito e engenharia civil.

    Universidade Portucalense

    Fundada na década de 80 e também sediada no Porto, a UPT tem quatro departamentos: direito, psicologia/educação, economia/gestão/informática e turismo/patrimônio/cultura.

    Instituto Universitário da Maia

    O campus do Ismai tem 70.000 metros quadrados e fica bem próximo ao Porto. Ciências da computação, psicologia, relações públicas e marketing são alguns dos cursos.

    Instituto Politécnico da Maia

    Da mesma mantenedora do Ismai, instituição com a qual divide o câmpus, o Ipmaia é uma escola nova, de 2015, com apenas algumas opções de graduação. Seu foco é em tecnologia/gestão e ciências sociais/educação/esporte.

    Continua após a publicidade
    Publicidade