Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Estrelas do ensino virtual fazem aulão pré-Enem

Professores dos principais canais de educação exibidos pelo YouTube se juntam em uma maratona on-line para revisar conteúdo das provas

Por Da Redação Atualizado em 20 jan 2021, 10h43 - Publicado em 7 jan 2021, 09h56

Faz tempo que o YouTube virou o grande tutor da internet, com vídeos ensinando toda a sorte de conhecimentos e habilidades no vastíssimo acervo da plataforma de compartilhamento de vídeos. Uma pesquisa feita pela própria empresa em 2018 mostrou que 9 entre cada 10 brasileiros acessam a plataforma para obter conhecimento, seja para desenvolver habilidades profissionais (87%), aprender pequenos consertos (93%) ou conferir dicas de esporte (73%). Não é de se admirar, portanto, que jovens estudantes – digitais por excelência, que sequer conheceram o mundo sem a internet – se voltassem à plataforma para estudar matérias escolares. Isso já acontecia muito antes de o Covid-19 levar ao fechamento de todas as instituições de ensino em território nacional, mas hoje mergulhar nos filmes para manter uma rotina de estudos se tornou a norma. “Eu já assistia a alguns canais para tirar dúvidas e estudar para provas, mas depois do lockdown eu passei a usar o YouTube como a própria aula”, conta Kayra de Melo, maranhense de 17 anos que acaba de concluir terceiro ano do Ensino Médio e se prepara para fazer o Enem, que tem a primeira prova em 17 de janeiro. “Vi pelo menos um vídeo com conteúdo de Enem em todos os dias desde o início da pandemia”. 

Se os estudantes apresentam certa naturalidade para transitar entre o estudo em sala de aula e online, para os professores o caminho costuma ser um pouco mais tortuoso. A professora carioca de Biologia Rafaela Lima, do canal Mais Ciências, começou a produzir vídeos em 2015 para seus próprios alunos de colégios públicos na Baixada Fluminense. Ela sentia que muitos deles tinham dificuldade de estudar nos livros – que muitas vezes sequer tinham em casa -, mas entendiam bem suas explicações em sala. Já que a comunicação oral funcionava melhor do que a escrita, resolveu gravar vídeos curtos para complementar o ensino presencial. Não demorou para que jovens do Brasil inteiro descobrissem seus vídeos no YouTube. “Mirei nos meus alunos de sala de aula e acertei num universo muito maior — não só de estudantes mas também de professores, que nesse ano me procuraram aos montes tanto para agradecer pelos vídeos que os ajudaram durante a pandemia, como para pedir dicas para fazerem seus próprios filmes”, comenta.

  • E se os jovens vão tanto ao YouTube, o YouTube também vai aos alunos. Na próxima segunda-feira (11), o site vai oferecer um aulão preparatório para o Enem com os professores mais populares da plataforma. A partir das 18h (de Brasília), os youtubers Felipe Castanhari e Nátaly Neri vão comandar por 4 horas a maratona de revisão do conteúdo cobrado no exame. Os responsáveis por repassar as matérias são velhos conhecidos dos alunos acostumados a acessar o site para assistir a vídeos didáticos, como o Professor Noslen (Gramática), Pamela Brandão (Redação) e Débora Aladim (História) – todos com mais de 1 milhão de inscritos em seus canais. 

    Diferentemente de anos anteriores, quando o evento foi todo transmitido ao vivo direto de um estúdio no Rio de Janeiro, a pandemia obrigou as aulas a serem pré-gravadas pelos docentes a partir de suas próprias casas. Mas a energia tão particular das lives ainda estará lá: uma equipe de 20 educadores – todos popularíssimos entre os estudantes, como Marcos Murakami (Matemática) e Rafaela Lima (Biologia) – estará ao vivo para comentar as aulas dos colegas e também para tirar as dúvidas do público que chegarem pelos comentários da live ou pela hashtag #ENEMnoYouTubeEDU no Twitter. “Temos notado que o público acessa cada vez mais as aulas pela smart TV, pelo telão maior, e esse formato aulão funciona muito bem na televisão. E também é possível ver tudo de uma vez, ao vivo, ou aos poucos no seu próprio tempo”, explica Clarissa Orberg, que coordena o projeto. Com um programa desses, dificilmente os pais vão  cobrar os filhos para saírem da internet.

    VEJA realizará uma live om correção e comentários das questões das provas do Enem nos dias 17 e 24 de janeiro, a partir das 19h30. Acompanhe pelo canal da revista no YouTube.

    Continua após a publicidade
    Publicidade