Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Unidos do Viradouro é a campeã do Carnaval do Rio de Janeiro

Escola sagrou-se vencedora ao levar para a Sapucaí a história de negras baianas que lavavam roupas pela própria alforria

Por Redação Atualizado em 26 fev 2020, 19h43 - Publicado em 26 fev 2020, 18h17

A Unidos do Viradouro saiu vitoriosa da apuração do Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira de Cinzas, 26. Com 269,6 pontos, a escola de Niterói conquistou seu segundo título ao celebrar na Sapucaí o enredo Viradouro de Alma Lavada, sobre o grupo Ganhadeiras de Itapuã — mulheres que lavavam roupa na Lagoa do Abaeté, em Salvador, além de outras tarefas, como cozinhar, costurar e vender doces, para comprar a própria alforria. Pela força e determinação, essas baianas foram exaltadas pelos carnavalescos como as “primeiras feministas” do país.

Para honrar a influência nordestina, a agremiação misturou ao seu samba tons de afoxé e batidas típicas da Bahia. Enquanto a ala das baianas distribuiu quitutes ao público, como tapioca e acarajé. Um dos momentos marcantes foi a participação da atleta Anna Giulia França, membro da seleção brasileira de nado artístico que, vestida de sereia, mergulhou em um aquário de 7.000 litros de água.

Durante a apuração, a Viradouro caminhou lado a lado, por um longo período, com a Grande Rio, a Mocidade e a Beija-Flor, que vieram na sequência, até, de virada, sagrar-se campeã nas últimas pontuações. O título quebra um jejum de mais de 20 anos sem o troféu – a Viradouro venceu pela primeira vez, em 1997. Em 2019, ela ficou com a vice-liderança.

A rainha da bateria Raissa Machado no desfile da campeã Viradouro, no Carnaval do Rio de Janeiro 2020 Pilar Olivares/Reuters
Publicidade