Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Sem Petrobras, Mostra de Cinema de SP poderá captar R$ 3,4 mi via Rouanet

Petrolífera confirmou fim do patrocínio ao evento em abril, encerrando apoio que durava dezenove anos

Por Redação 24 Maio 2019, 19h15

O Ministério da Cidadania autorizou nesta sexta-feira, 24, a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo a captar recursos utilizando a Lei Federal de Incentivo à Cultura, antes chamada de Lei Rouanet, que permite que empresas e pessoas físicas invistam parte de seu imposto de renda devido em projetos culturais. Segundo Portaria publicada no Diário Oficial da União, a Mostra, que acontece em outubro, poderá captar até 3,4 milhões de reais.

Até a edição de 2018, o evento tinha a Petrobras como um de seus maiores patrocinadores. A petrolífera formalizou o fim do apoio no mês passado, na esteira de outros cortes a incentivos de estatais a projetos culturais, anunciados pelo governo de Jair Bolsonaro. Outros treze projetos foram afetados pela decisão, entre eles o tradicional Festival Anima Mundi, que recorreu a financiamento coletivo para tentar realizar a edição de 2019.

A petrolífera não foi a única a realizar cortes. Em fevereiro, a Caixa Econômica Federal deixou de patrocinar o Cine Belas Artes, na capital paulista. Já o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) cortou neste ano cerca de 40% do orçamento destinado a projetos culturais.

Em abril, a Lei de Incentivo à Cultura sofreu alterações no teto de captação por projeto – o valor foi revisado de 60 milhões de reais para 1 milhão de reais. Várias exceções foram criadas para que alguns projetos pudessem captar valores superiores a esse teto, no entanto. Projetos de restauração de patrimônio tombado, construção de teatros e cinemas em cidades pequenas, planos anuais de entidades sem fins lucrativos e realização de festivais, caso da Mostra, podem captar até 6 milhões de reais.

A 43ª edição da Mostra Internacional de Cinema São Paulo acontece de 17 a 31 de outubro. A expectativa é que o evento apresente mais de trezentos filmes em sua programação para um público de 150.000 pessoas.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês