Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

São Paulo terá shows-teste no Allianz Parque a partir de outubro

Governo estadual anunciou calendário de eventos com protocolos de restrição para avaliar como a pandemia se comporta em ambientes com aglomerações

Por Redação Atualizado em 7 jul 2021, 17h26 - Publicado em 7 jul 2021, 13h58

O estado de São Paulo terá quatro shows no Allianz Parque entre outubro e novembro deste ano. As apresentações, ainda sem artistas definidos, fazem parte de um circuito de eventos-teste divulgados pelo governo estadual durante coletiva de imprensa nessa quarta-feira, 7. O uso de máscaras será obrigatório e é preciso estar vacinado com as duas doses para comparecer.

No total, serão trinta eventos divididos em quatro áreas: catorze com fins sociais, doze de economia criativa, dois de esportes e dois de negócios. Entre os eventos culturais, além dos shows no Allianz Parque, está previsto um festival ainda sem data em Serrana, que já vacinou toda a população, uma feira no Memorial da América Latina na segunda quinzena de agosto, uma apresentação da Orquestra no dia 7 de outubro e o SP Arte no espaço ARCA, Zona Leste de São Paulo.

Ainda não confirmados estão a Oktober Fest, entre 25 de novembro e 12 de dezembro, e a CCXP, prevista para o período entre 15 e 20 de dezembro na São Paulo Expo. A partir de agosto, também estão agendados nove “eventos noturnos” com gêneros musicais diversos, do sertanejo ao eletrônico.

Além do uso de máscaras e da necessidade de vacinação completa, os eventos terão capacidade reduzida, testagem obrigatória e medidas básicas, como o uso de álcool gel para higienização. O governo também divulgou que quem comparecer a qualquer um deles será monitorado posteriormente, com custos cobertos pelos organizadores, como uma forma de acompanhar como a pandemia se comporta seguindo as recomendações à risca.

“Vamos trabalhar juntos pra mostrar que é possível fazer eventos seguros, com custo adequado, e de uma forma que nós possamos ter uma retomada seguindo os regramentos do plano São Paulo,” informou a Secretária de Desenvolvimento Econômico Patricia Ellen.

Continua após a publicidade
Publicidade