Clique e assine com até 92% de desconto

Por que músico dos Rolling Stones tocou bateria imaginária?

Fãs especulam e fazem graça sobre a performance de Charlie Watts no 'One World: Together At Home', festival organizado por Lady Gaga em parceria com a OMS

Por Da Redação Atualizado em 19 abr 2020, 15h30 - Publicado em 19 abr 2020, 11h24

Há quase 60 anos juntos, os Rolling Stones já fizeram de tudo. Ou melhor, quase tudo. Neste sábado, 18, os quatro integrantes se reuniram virtualmente para tocar You Can’t Always Get What You Want e a falta de uma bateria não foi empecilho para que o lendário Charlie Watts participasse ao lado de seus parceiros do festival One World: Together At Home.

O evento, organizado pela ONG Global Citizen em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e curadoria de Lady Gaga, reuniu um time de peso da música e do entretenimento que se apresentou com o objetivo de homenagear os profissionais da saúde e reforçar as medidas de distanciamento social na precaução do Covid-19.

Com cada um dos integrantes (Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood e Charlie Watts) diretamente de suas respectivas casas, cumprindo o isolamento social defendido pela OMS, o ponto máximo do show foi o momento em que Watts tocou uma bateria imaginária. Apenas com um par de baquetas e um fone de ouvido, ele acompanhou a banda tocando em cases de instrumentos musicais e no próprio sofá.

Com a tela dividida em quatro partes, Watts improvisou a apresentação usando o sofá com chimbal e caixas de instrumentos como bumbos. Os pratos imaginários ficaram de seu lado esquerdo. O resultado foi hilário.

O som da bateria provavelmente já estava previamente gravado e a septuagenária banda deu um jeito de participar mesmo sem todos os instrumentos. Por conta da pandemia de Covid-19, essa pode ser a única apresentação da banda até o final do ano, que teve que adiar sua nova turnê nos Estados Unidos, que deveria começar no dia 8 de maio.

Assista ao vídeo da apresentação:

A bem-humorada performance gerou uma onda de comentários e especulações no Twitter. Confira alguns:

Tamra Phelps disse que Watts “está tocando o que parecem ser malas e uma poltrona. Charlie Watts não precisa de bateria!”

Continua após a publicidade

“Falando sobre a parte técnica, uma coisa é conseguir sincronizar vozes e guitarras. Colocar bateria? Esqueça. Tecnologicamente impossível”, pondera Smithwich Midleton.

Continua após a publicidade

“Como é essa história do Charlie Watts não ter uma bateria em casa?”, brincou Liebish Sama.

Continua após a publicidade

 

“Amei que os Rolling Stones deixaram o Charlie participar, mas alguém devia tê-lo avisado”, brincou Rob Janicke.

Continua após a publicidade

O fato de Charlie Watts ter usado o braço de uma poltrona como bateria não passou despercebido para Paul Kelly. “Acho que o Charlie Watts deveria lançar uma linha de móveis que, de alguma forma, nos permita usá-los como bateria”, tuitou.

Continua após a publicidade

Cris Puertas fez um trocadilho com o nome da música dos Stones e a falta de bateria de Watts. “#YouCantAlwaysGetDrums”, disse.

Continua após a publicidade
Publicidade