Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Pai de Britney Spears é oficialmente suspenso de tutela

Depois de uma longa batalha judicial, Jamie Spears não detém mais o controle sobre bens, ou decisões pessoais, da estrela pop

Por Tamara Nassif Atualizado em 29 set 2021, 20h01 - Publicado em 29 set 2021, 19h55

O pai da cantora americana Britney Spears, Jamie Spears, foi oficialmente suspenso da função de tutor, depois de uma longa batalha legal em curso desde 2008, ano em que a estrela pop foi colocada sob acordo judicial. Ele já havia desistido da função, mas só a deixaria após a audiência do caso, marcada para janeiro de 2022.

Em decisão da juíza Brenda Penny, Jamie Spears não detém mais o controle sobre bens ou decisões pessoais de Britney. Agora, a tutela está nas mãos de John Zabel, que o substitui temporariamente como conservador de suas propriedades até que as próximas etapas do caso sejam determinadas. Nenhuma decisão sobre o regime tutelar foi tomada, mas o advogado da estrela pop, Mathew Rosengart, disse que deve ser encerrado ainda este ano e sugere marcar uma audiência de rescisão nos próximos 45 dias, entre outubro e novembro.

Esse é o mais significativo acontecimento na intricada saga de Britney, que tem ganhado os holofotes nos últimos meses pela notoriedade do movimento #FreeBritney. Desde que fora submetida ao controle do pai por suposta incapacidade, há 13 anos, a cantora lançou quatro discos, fez turnês e foi jurada de TV. O arranjo, no entanto, foi interrompido em 2020. Desde então, ela tem se recusado a trabalhar enquanto durar a tutela. “Eu só quero minha vida de volta”, disse ela, por telefone, ao pedir ao tribunal por sua autonomia. Agora, ela parece estar mais próxima do que nunca.

Continua após a publicidade

Publicidade